Blog do Rovai

09 de setembro de 2015, 13h39

Cortes no social: Dilma não pode cair nessa armadilha

Dilma está tendo problemas com a sua base. Se ela cair nessa cilada de cortar no social, vai ter seriíssimos problemas. Se mexer no Minha Casa Minha Vida, no Fies, no ProUni, se ousar mexer no Bolsa Família, ela cai

A situação começa a ficar ainda mais perigosa para o governo Dilma. Se a gente for lembrar como a atual crise de fato se acentuou, foi quando a presidenta sinalizou corte nos direitos trabalhistas. Existia já uma intrincada disputa política, as eleições foram muito disputadas, e ela reassume o mandato em janeiro, monta um ministério com uma parcela talvez maior de grupos conservadores que aqueles que haviam a reelegido imaginavam e anuncia os cortes no seguro-desemprego, sinaliza uma reforma na previdência, faz movimentos que a colocam em dificuldade com a sua base.

Dilma está tendo problemas com a sua base. Se ela cair nessa cilada de cortar no social, vai ter seriíssimos problemas. Se mexer no Minha Casa Minha Vida, no Fies, no ProUni, se ousar mexer no Bolsa Família, ela cai.

Ouça o comentário completo abaixo:

Veja também:  Derrota de Macri coloca em xeque modelo Bannon de manipular a democracia

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum