Blog do Rovai

25 de outubro de 2018, 19h52

Datafolha confirma onda Haddad com diminuição da diferença em todo o país

Está muito difícil virar, mas este blogueiro não será um dos que irão se surpreender se isso vier a acontecer.

O resultado do Datafolha vale mais pela tendência do que pelos números absolutos. Bolsonaro tem 56% e Haddad, 44%. Faltam apenas 3 dias inteiros para a eleição. Ou seja, é muito pouco. O que permitiria dizer que em condições normais a eleição estaria decidida. Mas não está.

Tenho dito aqui que essa é a eleição mais complexa da história, porque viramos a página dos processos eletrônicos para o digital. A internet teve importância em pleitos anteriores, mas nesta ela é a importância.

E por isso as coisas acontecem de forma muito mais rápida. Um movimento que antes demorava 10 dias hoje pode se concretizar em horas.

No último Datafolha, a diferença entre Bolsonaro e Haddad era de 18 pontos. Caiu seis pontos. No Ibope de anteontem era 14. Caiu 2 pontos.

Mas o mais importante é que Haddad cresceu entre todos os segmentos e regiões do país. Esse avanço não é algo isolado ou regional. Não é fruto de um movimento isolado.

E outro fato a se destacar é que nos votos totais, Bolsonaro tem 48% contra 38% de Haddad. Ainda existem 6% de indecisos e 8% de eleitores que declaram que irão votar branco ou nulo. Entre esses 8%, porém, uma boa parte afirma que pode mudar de opinião até o dia da eleição.

Veja também:  Freixo questiona silêncio de Moro e quem responde é Carlos Bolsonaro

Mas se eu tivesse que arriscar, diria que Bolsonaro pode perder se Haddad crescer no Sudeste e ficar perto de empatar o jogo na região.

Porque o Sudeste concentra 42% dos votos e nele Bolsonaro tem 53% contra 31%. São 21% de diferença. Isso teria que cair bastante até o domingo. E pra que aconteça, seria fundamental que no Rio de Janeiro Eduardo Paes e Márcio França crescessem nesta reta final. Esses votos são mais alinhados a Haddad.

Está muito difícil virar, mas este blogueiro não será um dos que irão se surpreender se isso vier a acontecer. É preciso surfar nesta onda. Que é real. E ondas são ondas. Elas podem levar o mais exímio nadador a ser surpreendido.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum