Blog do Rovai

17 de outubro de 2010, 22h30

Debate Rede TV e Folha de S. Paulo foi muito chato

O debate organizado pela Rede TV e Folha de S. Paulo foi o mais chato da campanha. Sem nenhuma novidade que possa mudar algo na atual tendência que parece ser um equilibro na casa dos 8 pontos ou um pouco mais de vantagem para Dilma Roussef – o tracking interno do PT apontou neste domingo 51 a 40.

Nem Serra e nem Dilma trataram das últimas questões polêmicas: aborto, igrejas, panfletos, gráficas interditadas etc.

Acho que isso é bom, principalmente para Dilma. Porque dá uma levantada no nível do debate e permite discutir estilos de governar.

O máximo da polêmica ficou em torno das questões das privatizações. Dilma insistiu com o tema que Serra tentou evitar.

A campanha entra agora na reta final e dificilmente as tendências atuais tendem a mudar. A não ser que um fato novíssimo entre em jogo.

Mesmo o debate da Globo tem pouco potencial para mudar o resultado da eleição, porque os candidatos já se conhecem muito bem.

PS1: Serra disse de novo que chamar o engenheiro Paulo de Souza de Paulo Preto é rascismo, insinuando que o apelido teria sido dado pelo PT ou por Dilma. Seria bom lembrá-lo que quem o chamava assim eram os seus colegas de governo do Estado, todos tucanos. E que Paulo de Souza, ou Paulo Preto, está processando seus ex-colegas tucanos que o acusaram, como Eduardo Jorge e o deputado José Anibal. Não está processando nenhum petista.
PS2: Em votos válidos o tracking do PT, que é feito pelo Vox Populi, aponta 56 a 44. Apenas apurei a notícia e repasso a vocês. Isso não significa nem que eu confie totalmente nela nem que desacredite. Em geral, os resultados dos trackings são um pouco diferentes dos de pesquisa de campo, pois os trackings são feitos por telefonemas. Eles ajudam a apontar tendência. Pra isso costumam ser bem úteis. Neste sentido estão indicando aumento da diferença de Dilma pra Serra. A conferir nas próximas pesquisas.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum