Justiça determina rotulagem de transgênicos

A transnacional de alimentos Bunge tem 60 dias para informar a quantidade e que tipos de transgênicos são utilizados em seus produtos. Em Ação Civil Pública encaminhada pelo Ministério Público (MPF), o juiz federal Régis de Souza Araújo, do Piauí, decidiu ainda que o Governo Federal deve fiscalizar o cumprimento da ação por parte da […]

A transnacional de alimentos Bunge tem 60 dias para informar a quantidade e que tipos de transgênicos são utilizados em seus produtos. Em Ação Civil Pública encaminhada pelo Ministério Público (MPF), o juiz federal Régis de Souza Araújo, do Piauí, decidiu ainda que o Governo Federal deve fiscalizar o cumprimento da ação por parte da empresa.

De acordo com a lei da rotulagem aprovada em 2003, as empresas que usam, no mínimo, 1% de organismos geneticamente modificados são obrigadas a informar no rótulo do produto. Na ação, o juiz determina que a Bunge dever rotular seus produtos independente da quantidade de transgênico que utiliza.

Leia mais em matéria de Raquel Casiraghi no Brasil de Fato

Avatar de Renato Rovai

Renato Rovai

Jornalista, mestre em Comunicação pela ECA/USP e doutor pela UFABC. Mantém o Blog do Rovai. É editor da Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR