Blog do Rovai: Bolsonaro não vai dar golpe, não sofre impeachment, não renuncia e não será reeleito

Ele não tem tempo de recuperar o seu governo e qualquer cavalo de pau que busque a 1 ano das eleições pode ter resultado pior. Demitir, por exemplo, Paulo Guedes seria uma loucura

Há muita especulação sobre este final de mandato de Bolsonaro, mas a realidade é o que a conjuntura permite responder a partir da correlação de forças no Congresso, nas redes, nas ruas e nas pesquisas.

E com base neles pode-se afirmar que:

  • Não se conseguiu criar um movimento de rua capaz de encurralar Bolsonaro e forçar setores da política e do estabilishment que o apoiam a abandonar definitivamente o seu barco.
  • Bolsonaro foi muito competente do ponto de vista pragmático para montar uma base de apoio consistente no Congresso a partir da distribuição de caminhões de recursos em emendas parlamentares.
  • Bolsonaro ainda tem uma expressiva ação de redes e mantém seu núcleo duro ativo em defesa das suas ideias (por mais absurdas que sejam) e do seu mandato.
  • Bolsonaro não tem um partido político, mas tem uma família política que pode manter seu legado mesmo que seja derrotado, por isso ele não vai renunciar. O destino de Bolsonaro se vier a perder pra Lula e vier a ser processado por seus crimes pode ser o de Fujimori. Por muito tempo ainda vai ter um Bolsonaro por aí atormentando nossas vidas.

Mesmo com tudo isso, Bolsonaro é hoje um jacaré banguela. Todas as pesquisas mostram que ele não se reelege e tem chances próximas de zero de fazer isso acontecer. Ele não tem tempo de recuperar o seu governo e qualquer cavalo de pau que busque a 1 ano das eleições pode ter resultado pior. Demitir, por exemplo, Paulo Guedes seria uma loucura. É quase impossível que ele venha a fazer isso. Se o fizer, pode ficar ainda mais fragilizado.

Resumo da ópera: Bolsonaro fica até 31 de dezembro de 2022, deve disputar o segundo turno eleitoral, vai perder, mas vai lutar como um monstro do pântano para que isso não aconteça e vai sair do governo como um Trump.

Temos que estar preparados para derrotá-lo. E se possível pela maior margem possível. Não será tão fácil como alguns imaginam, mas é o que se tem para hoje num cenário realista.

Notícias relacionadas

Avatar de Renato Rovai

Renato Rovai

Jornalista, mestre em Comunicação pela ECA/USP e doutor pela UFABC. Mantém o Blog do Rovai. É editor da Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR