Blog do Rovai

O que o brasileiro pensa?
26 de junho de 2020, 10h58

Datafolha e Pesquisa Fórum: encarar os dados e desafios ou animar a torcida

Bolsonaro se apoia no atual conservadorismo do eleitorado brasileiro. 49,4% do eleitorado brasileiro se declarou de direita ou centro-direta na Pesquisa Fórum.

O Datafolha de hoje de novo confirma a Pesquisa Fórum, mesmo depois da prisão de Fabrício Queiroz. Podemos descartar os fatos, mas acho que é melhor encará-los. Bolsonaro ainda está forte.

Em maio, a Pesquisa Datafolha que costumar sair 10 dias depois da Pesquisa Fórum, já havia confirmado nossos números na margem de erro. Desta vez achei que íamos ter números diferentes, porque a Pesquisa Fórum foi feita antes da prisão de Queiroz, dos dias 10 a 13 de junho.

Isso não ocorreu. A Fórum deste mês deu 35% de ótimo e bom pra Bolsonaro e 41% de ruim e péssimo. A Datafolha 32% de ótimo e bom e 44% de ruim e péssimo. Uma diferença na margem de erro depois de tudo que aconteceu.

Outras pesquisas dão números distintos. Evidentemente, confio nos dados na Pesquisa Fórum. Por isso vou arriscar alguns palpites a partir das pistas que apresentamos nesta edição de junho.

Bolsonaro se apoia no atual conservadorismo do eleitorado brasileiro.

49,4% do eleitorado brasileiro se declarou de direita e centro-direita na Pesquisa Fórum. Teve quem cuspisse fogo contra esse dado objetivo da pesquisa, desqualificando-a como um todo por conta disso. Esse pessoal, sinto muito, está completamente equivocado.

É nesse público que Bolsonaro montou seu cavalo com seu discurso de Deus acima de tudo, Brasil acima de todos, armas pra todo mundo, fechamento do Congresso e do STF etc. Esse seu núcleo duro não vai deixá-lo tão facilmente. É preciso dialogar de outra forma com essas pessoas. Com paciência e trabalho.

É preciso disputar esse público onde ele está. Nos bairros controlados pela milícia e pelo tráfico, nas igrejas evangélicas, nas rodas das famílias de classe média remediadas, onde a mulher é manicure e o marido Uber.

Umas das formas é mobilizando sindicatos, associações de bairro e Ongs progressistas pra atuar na ponta com projetos de cunho social, recriando laços com o povo e lançando cursos de formação aos milhares. Cursos de formação profissional, cultural e política. Isso é possível e atrai gente.

É preciso disputar a formação e a organização na base. Construindo novas associações do precariado e aproveitando que a base jovem é a mais simpática à esquerda, também nas escolas e faculdades. Só a escola é mais bem vista como instituição do que as Forças Armadas.

Tudo isso precisa ser feito rápido e é necessário aproveitar a eleição de 2020 para lançar candidaturas de frentes de esquerda em todos os cantos e eleger o maior número de prefeitos e vereadores que possam contribuir neste trabalho.

A partir das gestões municipais e estaduais é possível combater o conservadorismo e o bolsonarismo com iniciativas objetivas. Com renda básica da cidadania, projetos de criação de emprego cooperativados, transporte gratuito etc. É fazendo diferente que vai se apontar o caminho.

Enfim, os dados da Pesquisa Fórum e agora do Datafolha mostram que a luta é mais árdua do que parece. Ou nos preparamos para ela ou podemos continuar nos enganando a partir de análises de animadores de torcida organizada. Isso costuma não dar certo.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum