Blog do Rovai

07 de abril de 2019, 12h00

De Luis Inácio a Lula Livre, o Brasil em amor e ódio

Lula Livre agora é seu nome, Luis Inácio. E a dor desta prisão injusta deve lhe cortar a carne todos os dias. Mas você é a liberdade de muitos que também estão presos de forma injusta neste país, que estão sendo assassinados covardemente por setores das forças policiais que se misturam com as milicias. E você também é um pouco Marielle, Lula. Por isso o Brasil precisa tanto de você

Lula e o editor da Fórum, Renato Rovai (Arquivo)

Hoje faz um ano que Lula saiu do Sindicato do Metalúrgicos do ABC para a masmorra de Curitiba. Naquela manhã fechava-se um ciclo de uma história que muitos suspeitavam. O golpe contra Dilma não fechava um ciclo. O próximo lance seria a impugnação de Lula como candidato em 2018 e sua prisão.

Não eram muitos, mas também não eram poucos os que apontavam este caminho como o roteiro do lavajatismo. Uma articulação que começou no judiciário, mas que teve imenso apoio da mídia, de grupos evangélicos (quantos pastores políticos corruptos foram presos?), da PF, e que fechou um acordo com o mercado e as Forças Armadas em torno da candidatura de Jair Bolsonaro.

Quem vê hoje a desenvoltura de Sérgio Moro na condição de funcionário de Bolsonaro, como bem registrou Rodrigo Maia, não consegue imaginar que foi este o senhor que prendeu Lula, o presidente cuja avaliação ao final de dois mandatos bateu em 87% de ótimo e bom.

Moro prendeu um dos maiores líderes mundiais da esquerda do pós-guerra por conta de uma visita que ele fez a um apartamento que não comprou. Mas como diria vó Conceição, não adianta chorar o leite derramado. Isso é fato consumado. É necessário enfrentar o bicho do jeito que ele é. Não adianta tentar torná-lo do jeito que a gente gostaria que fosse.

A democracia no Brasil foi sequestrada e há um ano o sapo barbudo tá lá na masmorra de Curitiba. Naquela cidade fria e inóspita, que não tem cara de Brasil, e onde ele teve que enfrentar sozinho a dor das notícias da morte de um irmão e de um neto. O velho Lula segurou a onda mesmo na imensa dor. Se negou a ir velar o irmão num quartel do exército e disse que só sairia de sua cela se fosse para ver o neto no local do velório. Tiveram que atendê-lo.

Mas por que Lula está preso? Por que Lula é uma história de amor e ódio do Brasil. Ele encarna o país em todas as suas dimensões e tensões. E mesmo tendo sido por um período o Lulinha paz e amor isso não o impediu de ser vítima deste amor e ódio que nos impedem de ser uma nação.

Há um Brasil que odeia o país real. Que se sente mais Miami do que Teresina. Que adora ter elevador social para não se misturar. Que gosta mesmo é de shopping com gente bonita e por isso não vê nada demais em duas branquelas fedelhas humilharem um negro que está limpando o chão.

Há um Brasil que se enrola na bandeira verde amarela e que sai gritando “we are the champions”.

Este Brasil quer Lula morto. Não livre.

E é ele que tem ganhado as últimas batalhas. Com o apoio cego de uma parte do povo que vai pagar o preço desta destrambelhada loucura.

Sim, há uma loucura viva em torno do ódio a Lula. Algo que não se explica racionalmente, mas que é Brasil. É a loucura viva de um país que, tutelado pela sua elite escravocrata e pelos interesses americanos, sempre teve muita dificuldade em se livrar do transe.

O menino Luis Inácio conheceu uma dimensão disso, o Lula que viveu a ditadura em SBC outra e depois foi conhecendo várias destas faces até chegar em 2003 à presidência. Um feito inacreditável porque rompia algo que tinha gosto de impossível. O Brasil se permitiu viver sob a condução de um político de esquerda com origem social absolutamente distinta do país que odeia Lula por odiar o povo com o qual ele se parece.

Lula Livre agora é seu nome, Luis Inácio. E a dor desta prisão injusta deve lhe cortar a carne todos os dias. Mas você é a liberdade de muitos que também estão presos de forma injusta neste país, que estão sendo assassinados covardemente por setores das forças policiais que se misturam com as milicias. E você também é um pouco Marielle, Lula. Por isso o Brasil precisa tanto de você.

A situação não tá boa e infelizmente esse país que é você ainda vai comer por um certo tempo o pão que o diabo amassou.

Mas em tempos de internet, as coisas vão e vêm de forma mais rápida. O tempo corre mais rápido. E às vezes nos surpreendemos.

Lula Livre, se cuida. Porque você ainda tem um papel a cumprir neste romance histórico chamado Brasil. Você é muitos personagens e a própria história. E por isso também é tanto amor e tanto ódio. Não adianta disfarçar a ação do ódio. Ela precisa ser reconhecida e superada.

Lula, paz, amor e força. A gente daqui vai continuar lutando para retomar o Estado democrático. E isso passa por te tirar daí. Lula Livre Brasil.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum