Blog do Rovai

20 de julho de 2019, 12h47

Rovai: Por que eu sou a favor de Eduardo Bolsonaro embaixador dos EUA

O estrago já está feito com ou sem embaixadores sérios em qualquer parte. Não haverá estrago menor se for nomeado um diplomata “técnico” nos EUA , mas alinhado ao bolsonarismo.

Nos últimos dias, Bolsonaro transformou o debate da indicação do nome do embaixador dos EUA numa das principais pautas do país. Tudo porque ele indicou seu filho Dudão, conhecido popularmente por Eduardo Bolsonaro, para o cargo. Tudo porque Dudão não tem experiência diplomática. Tudo porque Dudão fala um inglês macarrônico como muitos brasileiros (incluído o escriba) e exige-se outro nível para diplomatas. Tudo porque Dudão foi ridicularizado até pelo Silvio Santos por não saber responder perguntas básicas de política.

A pergunta que me faço é, seria assim tão importante o debate sobre quem será o embaixador dos EUA quando se tem um presidente como Bolsonaro e um chanceler como Ernesto Araújo? Minha resposta é não.

O estrago já está feito com ou sem embaixadores sérios em qualquer parte. Não haverá estrago menor se for nomeado um diplomata “técnico” nos EUA , mas alinhado ao bolsonarismo.

Muito pelo contrário. Um diplomata “técnico” e subalterno aos atuais chefes só daria mais lustro à submissão ao Trumpismo. Porque já está definido que o Brasil será capacho da política externa americana.

Veja também:  O entorpecimento do Brasil, por Sérgio Amadeu

O episódio do navio iraniano que não foi abastecido pela Petrobras é algo que expõe as vísceras deste servilismo.

Além disso, Eduardo Bolsonaro se tornando embaixador dos EUA o recado internacional será claro. O mundo vai entender que o Brasil é governado por um déspota, do tipo Salman bin Abdulaziz Al Saud, rei da Árabia Saudita. Só um tipo assim nomeia filhos e parentes para cargos tão importantes.

O fato de Eduardo Bolsonaro assumir a embaixada dos EUA também não deixará nenhuma dúvida acerca do nível de respeito que Bolsonaro tem pela diplomacia nacional. E isso é deveras importante. Porque muitos diplomatas de carreira estavam criando um campo de apoio às maluquices de Ernesto Araújo, buscando aproveitar o momento para dar um salto na carreira.

Perderam, playboys! Vocês não têm vez na hierarquia bolsonarista. Papis prefere o Dudão, pra quem ele separou o filé mignon.

A diplomacia brasileira está passando vergonha calada e submissa. Quem sabe isso não tira a galera desta posição sabuja e cômoda.

Veja também:  A desigualdade social e a criminalização dos movimentos populares

De resto, Dudão nos EUA é um Bolsonaro a menos no Brasil.

Tens o meu apoio, guri.

Vai pra gringa, malandro.

Só toma cuidado para não voltar de lá e ir direto para a Papuda, como disse o papis naquela histórica troca de mensagens onde você desancou o embaixador mirim.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum