Blog do Rovai

26 de junho de 2019, 12h56

Uma lista de 13 perguntas para Bolsonaro e sua equipe sobre os 39 kg de cocaína em avião da frota presidencial

Listamos apenas 13 perguntas, mas é possível fazer uma lista muito maior. Por que a mídia brasileira está tratando o caso sem fazer essas questões básicas? Por que tanta sutileza para tratar deste escândalo internacional envolvendo o governo e as Forças Armadas brasileiras

Algumas questões precisam ser respondidas urgentemente pelo ministério da Defesa do governo Bolsonaro no caso de narcotráfico em avião da frota presidencial da FAB:

 

1 – Quem é o militar que foi preso com 39 kg de cocaína?

2 – Há quanto tempo esse militar atua na delegação presidencial?

3 – Quem o indicou para ser um dos militares que fazem a precursora presidencial? (Pra quem não sabe precursora é a viagem feita pela equipe de segurança antes que o presidente chegue no seu destino).

4 – Quem é o chefe imediato deste militar?

5 – Como foi a operação na Espanha que levou à prisão deste militar?

6 – Ele já foi interrogado na Espanha? Qual o conteúdo do seu depoimento? Ele acusa outras pessoas de estarem envolvidas com o narcotráfico?

7 – Como ele entrou no avião da frota presidencial com 39 kg de cocaína? (Veja, não são dois quilos ou três quilos.)

8 – Quem é o militar responsável pela aeronave?

9 – O avião fez escala em Sevilla só para reabastecer e iria na sequência para Tóquio? Havia previsão de a tripulação descer e ser vistoriada?

Veja também:  Em evento com banqueiros, Toffoli diz: “Sou a favor da desidratação da Constituição”

10 – Já se sabe se a droga seria entregue na Espanha ou em Tóquio?

11 – São 39kg de cocaína ou de pasta de cocaína?

12 – Por que o voo do presidente Bolsonaro sofreu alteração de rota de Sevilla para Lisboa? Algum receio específico?

Além dessas 12 perguntas, só pra irritar o presidente farei mais uma que permite um número cabalístico. Mas essa é para os veículos que estão cobrindo o caso.

13 – Por que a cobertura deste caso está tão tímida? Porque ontem ninguém falou que a aeronave era da comitiva presencial? Por que não se está usando a palavra narcrotráfico? Por que o bunda-molismo?

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum