Blog do Rovai

Fórumcast, o podcast da Fórum
06 de outubro de 2019, 19h54

Uma “nova educação” como eixo do fascismo no governo Bolsonaro

Foto: Reprodução

O discurso da polarização é uma patacoada sem sentido. Alguns que o fazem, aliás, diziam que o problema do PT e do lulismo no poder era seu projeto conciliador. Era que não apostava na ruptura. Agora, para esses mesmos, o PT é a extrema esquerda. O outro lado da extrema direita bolsonarista.

O discurso da polarização só interessa à direita neoliberal. Que agora se tornou o “centro democrático”. Ou pior ainda, o “polo democrático”, como registrou Eliane Catanhêde no Estadão deste domingo.

Huck seria a grande opção deste tal polo. Ou João Doria. Eles seriam o centro….(pausa para mijar de rir).
Mas por que estou dizendo isso? Porque enquanto este discurso malandro avança e vai desenhando uma saída para o pós-Bolsonaro. O fascismo vai avançando junto. Sem que seja interrompido por esta mesma direita. Que será tão vítima dele quanto a esquerda.

O coração do fascismo do projeto Bolsonaro está na educação. E isso não é novo. É réplica do que fizeram projetos semelhantes na Hungria e na Polônia.

Quando assumiu o poder na Hungria, Viktor Orbán como umas das suas primeiras medidas determinou uma reforma educacional, pois afirmava que as escolas eram espaços de “doutrinação liberal”.

Orbán nacionalizou o sistema escolar que até seu governo estava sob controle do conselho escolar local e introduziu uma organização profissional a que todos os professores tinham que aderir. Jason Stanley relata isso em “Como funciona o fascismo”. Tá lá na página 60.

É o que Weintraub está fazendo. Organizando via escolas cívicas militares um novo modelo de currículo que posteriormente será base para uma ação mais radical.

Ação que, aliás, já vem sendo utilizada no ensino superior com a perseguição realizada aos cursos de Ciências Humanas e aos programas de bolsa dessa área.

Essa bola está passando pelas costas da esquerda e do tal “centro”.

A reação pela educação e com todos os outros setores juntos é uma pauta mais do que necessária para impedir o controle de corações e mentes pelo bolsonarismo.

Trato disso no vídeo abaixo. E vou tratar mais disso nos próximos posts.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum