Cinegnose

por Wilson Ferreira

13 de junho de 2019, 06h00

Esperando Glenn Greenwald: um réquiem para o jornalismo brasileiro

Greenwald tornou-se o “Senhor do Tempo”, com os prometidos vazamentos em conta-gotas, trazendo pânico para empresários, políticos e, porque não, para os promíscuos jornalistas que se lambuzaram por anos com os vazamentos das fontes na Justiça e Polícia Federal


+ posts

21 de maio de 2019, 06h00

Black blocs, Chomsky e o não acontecimento do “manifesto do apocalipse” de Bolsonaro

É sob o olhar perspicaz de Chomsky que deve ser interpretado o “texto bomba”, “manifesto do apocalipse”, “manifesto de Dallas” ou simplesmente “carta bomba” que o capitão da reserva dublê de presidente Jair Bolsonaro compartilhou no WhatsApp para seus contatos


13 de maio de 2019, 06h00

Tino conspiratório da guerra semiótica de Bolsonaro é lição para a esquerda

Mais preocupada em ser levada a sério pela elite pensante e ser aceita na Casa Grande, a esquerda sempre rechaçou as teorias conspiratórias como paranoia irracional. Bem diferente (como demonstra o início do governo Bolsonaro), a extrema-direita pula imediatamente na jugular da Educação, Ciência e Conhecimento para enfrentar as conspirações dos “marxistas culturais”, “globalistas” e até de “banqueiros comunistas” (?!?!)


07 de maio de 2019, 06h00

Construção semiótica da meganhagem nacional prepara próximo golpe

No nazi-fascismo, insígnias, símbolos e armas foram transformados em fenômenos estéticos através da promoção fetichista pela propaganda – a despolitização da Política por meio da promoção fetichista


28 de abril de 2019, 22h51

Guerra criptografada cria sincronismos no “Dia D” da Reforma da Previdência

A estratégia de guerra criptografada é o sentido mais amplo das “caneladas” e dissonâncias criadas entre os alucinados membros do governo e do guru-filósofo-astrólogo Olavo de Carvalho, o “Rasputin” do capitão da reserva e presidente em exercício


24 de abril de 2019, 06h00

Comediante ganha eleições presidenciais na Ucrânia: quando guerra híbrida vira “gamecracia”

A guerra híbrida apenas potencializou um fenômeno que Walter Benjamin já havia detectado no nazifascismo: a estetização da política


20 de abril de 2019, 18h19

Cem dias de guerra semiótica de Bolsonaro e a alternativa transmídia

Marca simbólica, como se fosse uma espécie de lua de mel de um governo recém-empossado com os eleitores, os 100 primeiros dias do Governo Bolsonaro mostraram que o período foi tudo, menos uma lua de mel


03 de abril de 2019, 06h00

As dez táticas de manipulação de Chomsky: esquerda refém das provocações de Bolsonaro

Os militares sempre comemoraram “intramuros” a “revolução de 1964”. A questão é que as “bolsonarices” são muito provocativas e fazem subir o sangue da esquerda


26 de março de 2019, 06h00

Ressentimento de excluídos alimenta massacres dos zumbis na nova ordem global

O capitalismo criou um número cada vez mais crescente de excluídos: aposentados, idosos, desempregados, desalentados, biscates, refugiados, inválidos e toda sorte de “excremento social”


19 de março de 2019, 06h00

Massacre de Suzano: guerra híbrida prepara seu exercício de zumbis

Em todos esses casos trágicos, há recorrências que tornam esses eventos sinistros: (a) crimes cometidos por homens, brancos e heteros; (b) todos sociopatas e reclusos – “losers”, desempregados, morando com os pais e sem perspectiva socioeconômica ou cultural


12 de março de 2019, 06h00

O show que nunca termina: a guerra semiótica criptografada do clã Bolsonaro

O interminável show de dissonâncias cria o desvio de atenção necessário. Se funcionou na campanha eleitoral, por que não funcionaria com um presidente que “governa” através do Twitter?


05 de março de 2019, 17h11

O autoproclamado presidente José de Abreu e a “Carta Roubada” de Allan Poe

Na noite do dia 25 de fevereiro, José de Abreu se proclamou presidente do Brasil numa série de publicações no Twitter, ironicamente dizendo que seguia o exemplo do líder da oposição venezuelana