Clara Averbuck

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
27 de janeiro de 2020, 20h01

ChernoBBBoys: tá osso de homem na “casa mais vigiada do Brasil”

"O machismo faz com que o mais medíocre dos homens se sinta um semideus diante de uma mulher", já dizia Simone

Divulgação/GShow

Até o Boninho admitiu que os homens dessa edição do BBB saíram do esgoto. Não que tenha sido muito diferente em outros anos. Já cobri esse programa (era sofrido) e entendo que é um reflexo de parte da sociedade e também que o que fazem “lá dentro” reverbera “aqui fora”.

Hoje, por exemplo, estava na padaria e os atendentes comentavam o programa entre eles. Está em todos os lados. As pessoas assistem. Por isso sempre fico de olho. Um olho triste, mas atento.

A ideia de que mulheres estão no mundo para enfeitar e servir é antiga, mas ainda atual. Não, o mundo não mudou; o principal argumento do machista burro para ofender uma mulher é chamar de… feia. Como se fôssemos enfeites de geladeira. Ou pássaros em gaiolinhas de ouro, na melhor das hipóteses, até cantando, com comida e água, mas presas em uma gaiola.

Mulheres são esmagadas por padrões de beleza, de comportamento, de normalidade. E é isso que usam pra nos “classificar”.

O que aqueles homens ali estão falando é escroto? É. Mas é o senso comum. Beauvoir escreveu: “O machismo faz com que o mais medíocre dos homens se sinta um semideus diante de uma mulher”. Quer dizer, uns homens meia boca achando que podem dar nota pra mulher. Falar em “qualidade”, como se fossem gado. Nenhuma autocrítica. Nada.

Sabemos que esse programa é tão visto quanto execrado. Quem enche a boca pra desprezar e criticar quem assiste muitas vezes nem percebe o quanto tem em comum com os participantes, ao menos alguns deles. Quando visto como uma experiência antropológica, o BBB reflete muito bem uma boa parte da nossa sociedade doente.

“Não tem uma novinha”

(Mulher tem prazo de validade)

“Este é o pior no quesito beleza”

(Mulher é objeto, disse o lindo)

“Por mim tinha só homem”

(Mulher atrapalha)

Não precisa estar no BBB pra ouvir isso. É só colar numa festa de playboy. Pior, é só colar numa festa “hétero”. É só prestar atenção nas conversas. O machismo é a norma. Quem vai contra é “feminista chata”.

E a feminista chata aqui agradece. Incomodar por isso é estar no caminho certo.

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum