Convergência Midiatica

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
03 de junho de 2016, 15h12

Banda Larga limitada

Em evento realizado pela Abrint (Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações), o presidente da Anatel, João Rezende, afirmou que a agência não irá regular ou controlar os modelos de negócio das empresas prestadoras de acesso à Internet.

Isto quer dizer que as empresas de telefonia estão liberadas para concretizar o plano que fora anunciado algumas semanas atrás e barrado pela presidenta Dilma Rousseff, mas que agora liberado pelo governo interino, que é estabelecer uma franquia de consumo de dados na banda larga fixa. A partir do ano que vem, o serviço oferecido por Net, Vivo e Oi não será mais por velocidade, mas por volume de dados.

A princípio esta ação aparenta ser uma atitude contrária às próprias empresas de Telecom, pois acredita-se que alguns assinantes podem até mesmo cancelar seus planos de internet. Mas, veja só, é exatamente isso que as operadoras querem.

Oferecer banda larga por cabos de fibra ótica é caro. É muito mais interessante para elas oferecerem planos de cobertura via rede celular. Hoje, mais de 70 milhões de brasileiros navegam na internet por smartphones. Com essa medida, espera-se que esse número aumente aliado ao oferecimento de acesso por 4G e 5G.

O Brasil está em pleno processo de migração do sistema de transmissão analógico para digital, o que irá liberar a faixa de 700 MHz utilizada pelas emissoras de TV. As operadoras já estão se preparando para utilizar esta faixa e a utilização de franquia na banda larga fixa poderá impulsionar muitos consumidores para esta plataforma. Pesquisa da eMarketer coloca o Brasil no sexto lugar entre os países com maior penetração de celular na América Latina e aponta que até 2020, 63,1% dos brasileiros terão smartphone. É este nicho que interessa às operadoras.

Mas, o que interessa a nós, o público? Isso não vem ao caso.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags