Convergência Midiatica

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
07 de outubro de 2010, 00h43

Oi prevê que mercado de TV paga deve dobrar em 5 anos

Texto publicado em: FNDC

05/10/2010 |
Karla Mendes
O Estado de S. Paulo

O mercado de TV por assinatura deve dobrar nos próximos cinco a seis anos. A previsão é de Pedro Ripper, diretor de Desenvolvimento Tecnológico e Estratégico da Oi, no lançamento do serviço de TV via satélite (DTH) da operadora no Distrito Federal e em seis Estados. ‘Esse mercado deve quase dobrar’, afirmou o executivo. Hoje o mercado brasileiro tem cerca de 9 milhões de clientes de TV por assinatura. ‘Até um ano e meio atrás, eram 6 milhões. Queremos ser um desses provocadores para que esse mercado dobre e queremos ser um dos líderes desse mercado’, ressaltou. O desafio, segundo ele, é oferecer um serviço de qualidade e que caiba no bolso do consumidor.

A estratégia da empresa, segundo Ripper, é a oferta de serviços convergentes, o chamado quadriplay, que agrega telefonia fixa e móvel, banda larga e TV por assinatura. O início da atuação da Oi no mercado de TV por assinatura ocorreu em Minas Gerais, quando a operadora adquiriu a Way, operadora de TV a cabo em Belo Horizonte e algumas cidades do interior. Hoje a empresa tem cerca de 300 mil clientes de TV paga em todo o País, sendo que 75% usam o serviço de TV via satélite.

‘O DTH tem duas vantagens. A primeira é que, para a empresa que atua em território nacional, talvez seja a única tecnologia que vai possibilitar que se chegue em muitas regiões’, observou. Para a oferta de serviços mais sofisticados, como TV em 3D e oferta de vídeo sob demanda, Ripper ponderou que ‘é inevitável a discussão regulatória’. Ele se referiu à abertura do mercado de TV a cabo para as concessionárias de telefonia. ‘É inevitável que para conseguir evoluir essa oferta, vai bater nessa discussão tecnológica’, reforçou.

Se a abertura do mercado para as teles se concretizar por meio do PL 29 – projeto que tramita no Congresso Nacional há três anos e que agora está no Senado sob o número PLC 116 – ou por mudanças regulatórias por parte da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a Oi vai ingressar com pedidos de licença de cabo, mas ‘seletivamente’, destacou o executivo. Ripper observou que, em princípio, a empresa quer ter DTH no Brasil inteiro, mas isso não impede que em alguns locais a operadora ofereça duas tecnologias, o que já ocorre em Minas Gerais, onde são vendidos pacotes de TV a cabo e DTH.

Segundo Ripper, deve entrar em operação no primeiro semestre do ano que vem um projeto piloto de venda de TV por assinatura pré-paga, provavelmente na Região Nordeste. A ideia, explicou o executivo, é aproveitar a rede de recargas de crédito para celulares pré-pagos, que segundo ele, é uma das mais capitalizadas do País.

Pacote
A Oi lançou hoje no Distrito Federal e em seis Estados serviço de TV por assinatura via satélite por R$ 34,90, valor para o pacote básico, que contempla 28 canais. Esse preço é destinado aos clientes que já possuem um telefone fixo da operadora. Quem não tem ou não deseja contratar a linha telefônica da Oi pagará um acréscimo de R$ 20,00 mensais, referente ao aluguel do equipamento que é cedido ao cliente por meio de comodato.

O lançamento abrange, além do Distrito Federal, os Estados de Alagoas, Goiás, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará. Hoje o serviço já é oferecido nos Estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia, Sergipe e Espírito Santo.

Segundo Pedro Ripper, a meta da empresa é cobrir todo o território nacional até primeiro trimestre de 2011. ‘Diferente do telefone fixo e móvel, a TV paga tem penetração aquém até da banda larga’, comentou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags