Teremos eleições em 2018?

Só há uma hipótese para que o processo eleitoral no Brasil ocorra naturalmente em 2018; se Lula não for candidato a presidente. Caso o juiz Sério Moro não consiga prender Lula (ou pelo menos sujar sua ficha) ou Lula seja impedido de se candidatar por uma tragédia natural ou provocada, aposto todas as minhas fichas […]

Só há uma hipótese para que o processo eleitoral no Brasil ocorra naturalmente em 2018; se Lula não for candidato a presidente.
Caso o juiz Sério Moro não consiga prender Lula (ou pelo menos sujar sua ficha) ou Lula seja impedido de se candidatar por uma tragédia natural ou provocada, aposto todas as minhas fichas de que não teremos eleições em 2018.
Três fatores apontam este tenebroso cenário. Primeiro: nem de longe esse governo tem condições de resolver os problemas estruturais do país. O caos no Espírito Santo pode ser apenas o começo de várias outras crises em diversas outras categorias. O posicionamento de Temer até aqui não demostra nenhum interesse do governo em solucionar a crise no Espírito Santo. A instabilidade e a insegurança são bons argumentos para sustentar o medo de mudanças.
Em segundo lugar, o interesse de boa parte do congresso nacional em manter o foro privilegiado. Como disse Ciro Gomes, “a Lava Jato vai de A a Z passando pelo C”, então por que deputados e senadores irão correr o risco de perder o foro privilegiando caso não sejam reeleitos. Assim, não será surpresa nenhuma se alguém apresentar uma PEC que aumente o mandato de todo legislativo do país. Lembram dos cincos anos do Sarney?
E em terceiro lugar, aquele que seria o ultimo baluarte da Democracia e que poderia impedir a ação do congresso nessa direção, que é o Supremo Tribunal Federal, não inspira a mínima confiança. Aliás, com a chegada de Alexandre de Morais, que mesmo demostrando toda sua incompetência como Ministro da Justiça, reforça ainda mais essa tese.Soma-se a isso, uma mídia parceira e que também tem interesse na continuidade desse governo e que está sendo recompensanda com gordas verbas de publicidade. E mais, uma multidão de paneleiros prontos para saírem às ruas, se dizendo representantes do país, evocando o medo contra o comunismo, socialismo, Cuba, Rússia e etc.
E o militares? …
Não chegamos ainda ao momento crucial do Golpe. O primeiro estágio foi provocar o golpe e assumir o poder. O momento final é continuar no poder. E pelo que temos visto, essa turma é capaz de qualquer coisa.

Avatar de Francisco Machado Filho

Francisco Machado Filho

Francisco Filho é professor Dr. da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP - Campus de Bauru-SP no curso de Jornalismo. Possui graduação em Radio e TV pela FAESA/ES, Mestrado em Mida e Cultura pela UNIMAR/SP e Doutorado em Comunicação Social pela UMESP/SP. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Televisão digital, atuando principalmente nos seguintes temas: TV Digital, Mídias Digitais e internet e modelo de negócios para TV aberta.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR