Criar Filhos

rede ativista de criação consciente

O que o brasileiro pensa?
14 de julho de 2020, 12h51

Bebê prematuro nasce com coronavírus e médicos veem “forte evidência” de contaminação intrauterina

Apesar de se cogitar a possibilidade de transmissão durante o parto, vestígios do coronavírus foram encontrados na placenta, sugerindo que a infecção pode ter ocorrido no útero, segundo os médicos

Mulher grávida em hospital no Texas (Reprodução)

O nascimento de um bebê prematuro com coronavírus, às 34 semanas de gestação, no Texas, Estados Unidos, fez com que médicos emitissem um alerta para a “forte evidência” de contaminação intrauterirna, segundo estudo publicado no The Pediatric Infectious Disease Journal na sexta-feira (10).

O bebê – uma menina que, assim como a mãe teve a identidade preservada – nasceu saudável, mas foi levada para a Unidade de Terapia Intensiva por causa do quadro de coronavírus da mãe. No dia seguinte, seu estado de saúde piorou. A menina começou a ter dificuldades para respirar e febre. Ela testou positivo para coronavírus, mas não chegou a precisar de ventilação mecânica.

Apesar de o estudo cogitar a possibilidade de transmissão durante o parto, vestígios do coronavírus foram encontrados na placenta, sugerindo que a infecção pode ter ocorrida no útero, segundo os médicos.

Desde o início da pandemia, a transmissão vertical é questionada. Com as novas descobertas, porém, cientistas dizem que a hipótese não pode ser descartada. “Nosso estudo é o primeiro a documentar a transmissão intrauterina da infecção durante a gravidez, com base em evidências imuno-histoquímicas e ultraestruturais da infecção por SARS-CoV-2 nas células fetais da placenta”, diz ao Daily Mail a Dra. Amanda Evans, uma das autoras do estudo de caso do Centro Médico do Sudoeste da Universidade do Texas, em Dallas.

Mãe e filha tiveram alta após 21 dias de internação e já estão em casa, no Texas.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum