Ex-mulher de Tom Veiga nega exumação do corpo e suspeita de envenenamento

O ator, que interpretava o Louro José no programa Mais Você, faleceu em decorrência de um AVC

A ex-mulher de Tom Veiga, Alessandra Veiga, afirmou que ela e os filhos não pediram a exumação do corpo dele por suspeita de que o intérprete de Louro José tivesse sido envenenado.

De acordo com o laudo do Instituto Médico Legal (IML), Tom Veiga faleceu em decorrência de um AVC (Acidente Vascular Cerebral) hemorrágico que foi provocado por um aneurisma.

“Sinceramente, mesmo, eu não estou sabendo de nada disso. Eu, os filhos não falamos sobre isso. Não sei que ‘outros’ parentes seriam mesmo”, disse Alessandra.

A ex-esposa de Veiga se queixa de várias teorias que surgem na imprensa e afirma que tudo isso “´tá muito difícil” e “cansativo”.

Na edição do dia 2 abril, a apresentadora do Mais Você, Ana Maria Braga, falou sobre a morte de Tom Veiga, a quem considerava como um filho.

“Fiquei pensando como eu ia conseguir chegar aqui e falar bom dia para vocês, porque dói muito. Assim como uma mãe perde um filho, um companheiro, o filho da gente é um companheiro, está junto, você viu nascer […] Eu não podia deixar de estar aqui e deixar todos que amam o Louro sem essa última homenagem”, desabafou Ana Maria Braga.

Veiga foi encontrado morto no dia 1ª de novembro, em sua casa na Barra da Tijuca, zona oeste da cidade do Rio de Janeiro. O ator tinha 47 anos e deixou quatro filhos.


Com informações do F5.

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).