Fala que eu discuto

Por lelê teles

Fórum Educação
24 de abril de 2020, 16h54

Brasília, a construção do operário

A todos aqueles trabalhadores explorados que deram o sangue, o suor e as lágrimas para construir essa cidade, e que depois foram vomitados para fora como restos de construção, o meu abraço.

brasília foi a primeira capital do mundo que nasceu às margens de uma favela, porque primeiro vieram os barracos, depois é que veio ela.

brasília nasceu de um sonho visionário de um cigano obstinado de nome jk, e se tornou um pesadelo pra muita gente.

sobretudo para os operários que habitavam barracos improvisados na cratera onde inundariam um lago.

todo dia olhavam para a ampulheta: quando a cidade ficasse pronta, ou eles fugiam em debandada ou morreriam afogados.

60 anos depois, ignorar os trabalhadores pioneiros ainda é o plano da capital.

a todos aqueles trabalhadores explorados que deram o sangue, o suor e as lágrimas para construir essa cidade, e que depois foram vomitados para fora como restos de construção, o meu abraço.

a partir de 1957, uma grande leva de trabalhadores rurais, grande parte desse contingente formado por agricultores e vaqueiros nordestinos analfabetos, fugindo do flagelo da seca, foram trazidos para o cerrado para construir a cidade-presépio.

eles tinham desconhecimento de alvenaria, solda, serra elétrica, aço… nunca tinham ouvido falar de toda aquela maquinaria e das engenhocas utilizadas numa obra daquele porte.

como joãos-de-barro, haviam construído suas próprias moradas, que eram simples taperas de adobe, com cercado de varas.

aprenderam a fazer, fazendo.

se é certo dizer que o operário construiu brasília, é igualmente correto afirmar que brasília construiu o operário.

e esses infelizes labutaram dia e noite, muitos tomando drogas para se manterem acordados, se esfolando num trabalho perigoso e exaustivo, usando como proteção apenas inocentes chapéus de feltro ou de palha, muitos se equilibravam em andaimes calçados em singelos chinelos de dedo, calejavam as mãos desluvadas…

quantos morreram, quantos ficaram mutilados?

quem se preocupou em contar!

palavra da salvação.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum