Blogs

20 de maio de 2019, 09h04

Fantástico, da Globo, critica duramente Bolsonaro e Joice Hasselmann em quadro de humor

A emissora mostrou repetidas vezes vídeo onde Bolsonaro pergunta para um oriental: “tudo pequenininho aí?”. A cena é alternada com os baixos índices do governo

Foto: Reprodução

O quadro de humor do Fantástico, da Globo, “Isso a Globo Não Mostra”, que foi ao ar neste domingo, fez duras críticas tanto ao presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ), quanto à deputada Joice Hasselmann (PSL-SP).

No caso de Bolsonaro, a emissora mostrou repetidas vezes vídeo onde ele pergunta em tom de galhofa para um oriental: “tudo pequenininho aí?”. A cena é sempre alternada com matérias jornalísticas sobre a queda da popularidade de Bolsonaro, a previsão de queda do PIB e baixos índices econômicos.

Bolsonaro ainda é mostrado chamando os estudantes que se manifestaram na última quarta-feira (15) de ‘idiotas úteis’ que não sabem a fórmula da água. Assim que acaba a sua fala, entra uma cena de novela com a atriz Júlia Lemmertz perguntando espantada: “Ele disse isso mesmo? Não acredito!”

Já com Joice Hasselmann, o programa mostrou fala da líder do governo na Câmara afirmando que “não tem como você fazer diálogo com gente que está na rua gritando, que tá na rua esperneando, xingando o governo. Isso não é diálogo, isso e baderna”.

Veja também:  Carlos Bolsonaro divulga que Doria comprou jatinho de R$ 44 milhões com recursos do BNDES

O vídeo é alternado com a própria Hasselmann gritando alterada em um comício contra o governo de Dilma Rousseff.

O quadro de humor do Fantástico “Isso a Globo Não Mostra”, tem o objetivo, de acordo com a emissora, de mostrar “as notícias da semana tratadas de uma forma leve, além de brincadeiras com cenas exibidas na programação da TV Globo”.

Em outras cenas do quadro, sempre são mostrados participantes ‘pagando mico’ diante das câmeras.

Veja o vídeo aqui.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum