segunda-feira, 21 set 2020
Publicidade

1º Colóquio de Educação em Direitos Humanos no Enfrentamento das Violências começa amanhã (17), em Brasília (DF)

Caros leitores, a partir de amanhã estarei no 1º Colóquio de Educação em Direitos Humanos no Enfrentamento das Violências, em Brasília (DF). Espero trazer boas discussões.

Do Site da Secretaria de Direitos Humanos

Data: 16/11/2010

Em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), a Secretaria de Educação Continuada do Ministério da Educação realiza, a partir desta quarta-feira (17), em Brasília (DF), o 1º Colóquio de Educação em Direitos Humanos no Enfrentamento das Violências.

Durante o encontro, que será realizado no Hotel Nacional, serão organizados grupos de trabalho e mesas de debate para discutir formas de utilizar a Educação em Direitos Humanos como forma de prevenir a violência no ambiente escolar. Até sexta-feira (19), os organizadores esperam traçar planos de ação de Educação em Direitos Humanos para a Educação Básica, com base nas propostas que surgirem ao longo deste 1º Colóquio.

Amanhã (17), às 14h, o coordenador geral de Educação em Direitos Humanos da SDH, Fábio Potiguar, vai mediar a mesa sobre Violência e Direitos Humanos. “Duas questões serão abordadas: o bullying e o crack nas escolas”, avalia. “O bullying é uma questão que precisamos enfrentar a partir da educação em direitos humanos, educação para o respeito à diversidade, para o respeito à dignidade humana”, afirma.

Com relação ao crack, o coordenador da SDH reconhece que a situação é complexa. “Muitas escolas, hoje, estão gradeadas, como se fossem presídios. Podemos avançar se a escola aproveitar o espaço da educação não formal para dar oportunidades aos jovens de conhecerem outras formas de protagonismo, de auto-afirmação, que não seja a droga”, explica Potiguar.

O uso da Educação em Direitos Humanos para combater a violência é uma das diretrizes do Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos, elaborado pelo Comitê Nacional de Educação em Direitos Humanos e lançado em 2007. A implementação do plano visa, sobretudo, criar uma cultura de direitos humanos no país. Essa ação supõe a difusão de valores solidários, cooperativos e de justiça social, transformando-as em conquistas que só serão efetivadas de fato com a participação da sociedade civil e com a incorporação pelo Estado brasileiro como políticas públicas universais.

Objetivos gerais do Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos:

a) fortalecer o Estado Democrático de Direito, destacando o papel estratégico da educação em direitos humanos;

b) enfatizar o papel dos direitos humanos no desenvolvimento nacional;

c) contribuir para a efetivação dos compromissos assumidos com relação à educação em direitos humanos no âmbito dos instrumentos e programas internacionais e nacionais;

d) orientar políticas educacionais direcionadas para a construção de uma cultura de direitos humanos;

e) estabelecer concepções, princípios, objetivos, diretrizes e linhas de ações para a elaboração de programas e projetos na área de educação em direitos humanos;

f) fomentar a reflexão, o estudo e a pesquisa voltados para a educação em direitos humanos, nas mais diversas arenas da vida social;

g) incentivar a criação e o fortalecimento de instituições e organizações nacionais, estaduais e municipais na perspectiva da educação em direitos humanos;

h) recomendar a cooperação entre poder público (órgãos públicos) e sociedade civil para o desenvolvimento de ações de educação em direitos humanos;

i) orientar a transversalização da educação em direitos humanos nas políticas públicas, estimulando o desenvolvimento institucional como forma de assegurar a implementação das ações previstas no PNEDH nos mais diversos setores – educação, saúde, comunicação, cultura, esportes etc;

j) recomendar ações interinstitucionais de educação em direitos humanos, com vistas à implementação do PNEDH;

k) orientar a elaboração e implementação dos Planos Estaduais e Municipais de Educação em Direitos Humanos.

1º Colóquio de Educação em Direitos Humanos no Enfrentamento das Violências
Data: 17 a 19 de novembro de 2010
Horário: 8h30 às 20h
Endereço: Hotel Nacional. Setor Hoteleiro Sul – Quadra 01 – Bloco A. Brasília/DF.

Maria Frô
Maria Frô
Historiadora, pedagoga, educadora, formadora, blogueira, autora de coleções didáticas e séries para a televisão.