Blog da Maria Frô

ativismo é por aqui

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
16 de Maio de 2010, 19h39

Censo 2010, intolerância religiosa, pesquisas e a eleitora de Serra

O Censo 2010 e o direito à  diversidade das práticas religiosas

Recentemente o CEN-Coletivo de Entidades Negras liderando várias outras entidades de todo o país, em parceria com a SEPPIR-Secretaria Especial de Políticas de Promoção de Igualdade Racial da Presidência da República e outros órgãos governamentais lançaram a campanha: Quem é de Axé diz que é, para que praticantes de religiões de matrizes africanas declarem a sua fé.

Um dos cartazes da campanha: Quem é de Axé diz que é!

O preconceito em relação às religiões de matrizes africanas, o racismo e a intolerância religiosa, por vezes,  fazem com que adeptos das religiões afro-brasileiras não declarem sua prática religiosa ou se declarem como adeptos do catolicismo.

Essa é uma importante campanha frente ao crescimento da intolerância religiosa promovida por políticos proselitistas, pastores fundamentalistas e intolerantes em geral.

Afirmar-se ‘de Axé’ é um modo de os praticantes de religiões de matrizes africanas enfrentar esse  processo secular de estigmatização de suas práticas religiosas, de forçar a sociedade em geral a refletir sobre a importância do ecumenismo e do respeito às diferentes práticas religiosas e permite ainda que o Censo 2010 possa trazer uma visibilidade  passível de utilização em políticas públicas.

Intolerância religiosa e eleições

Quem ainda tem dúvida da importância desta campanha pode conferir, por exemplo, a reação que a  foto da candidata Dilma Rousseff, ao ter recebido bênçãos de ialorixás, provocou em eleitores do Serra no twitter, confiram a foto e a reação:

Dilma recebendo as bênçãos de mães-de-santo dia 15/05/2010.

Certamente ninguém poderá culpar Serra ou qualquer outro candidato pelo comportamento inadequado de seus eleitores. Mas é possível que a opção por um certo estilo de campanha apoiada e reverberada pela grande mídia nos blogs neoconservadores estimule eleitores como esta senhora e outros como esses aqui a dizerem o que realmente pensem: seus preconceitos de classe, raça, o sexismo, a homofobia e o racismo que movem suas convicções e perspectivas diante do mundo…

Contudo eleitores que se declaram abertamente intolerantes, racistas, homofóbicos, sexistas e explicitam  em seu avatar no twitter ou em seus blogs o apoio ao candidato Serra não me parece ajudar muito o seu candidato.

Serra não deseja de modo algum ser visto como o anti-Lula, como um candidato conservador, de direita e tudo o que ela representa e defende como: seu verdadeiro horror às políticas públicas de inclusão, às ações afirmativas,  a um Estado defensor da soberania nacional e não privatista…

Enfim,  o candidato vem buscando a todo custo construir uma imagem de político transigente, recuperar seu passado à esquerda nos anos 1960, amigo da Conceição Tavares… Serra andou posando na capa de Veja no melhor estilo Obama.

Considerando os dados da pesquisa Vox Populi publicada ontem o grau de rejeição de Serra aumentou, o que  o obriga a buscar convencer um espectro mais amplo do eleitorado que o da elite  conservadora que o apóia. Mas ao acompanhar de quando em vez  os micro-posts do twitter parece que seus eleitores conservadores não desejam ajudá-lo a construir esta nova imagem: os eleitores de Serra são adeptos do anti-tucanês.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum