Blog da Maria Frô

ativismo é por aqui

Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
06 de fevereiro de 2012, 12h22

Decisão judicial desaloja 230 famílias na Avenida São João e elas não podem ficar nem na calçada sem apanhar

No primeiro vídeo a ocupação do prédio da avenida São João antes do despejo; no segundo, a represssão de ontem (num vídeo mais curto) levada a cabo pela Guarda Civil Metropolitana contra os desabrigados que estão vivendo na calçada da São João.

Pobres que por decisão judicial perderaam o teto precário que tinham não podem ficar nem na calçada! São Paulo é um show de horror, de iniquidades, Justiça e Estado com seus braços armados tratam os pobres piores que bichos.

Imagens: Pedro Pracchia e Fernando Knup
Edição: Fernando Knup

As cerca de 230 famílias que ocupavam um prédio na esquina das avenidas São João e Ipiranga foram desalojadas no início da manhã desta quinta-feira (02). Às sete horas as famílias já haviam descido para a calçada. A retirada de seus pertences começou por volta das nove horas.
A decisão judicial tomada na tarde de quarta-feira (01) suspendeu os efeitos de uma liminar de 17 janeiro que obrigava a Prefeitura a fornecer alojamento e abrigo aos moradores até a implantação de programa habitacional. O ministério Público irá recorrer.
As famílias foram procuradas por funcionários da Prefeitura, porém não receberam nenhuma assistência e a reintegração não foi acompanhada por representantes da Secretaria da Habitação. Moradores montaram um acampamento improvisado na calçada.

As 230 famílias que foram desalojadas da ocupação na esquina das avenidas São João e Ipiranga, foram atacados por Guardas Civis Metropolitanos na manhã deste domingo (5), por volta das 7 horas.

Enquanto aguardam alguma providência da prefeitura, os moradores desalojados montaram um acampamento próximo ao largo do Paissandú, no centro da Capital. Os guardas civis ja haviam retirado os tapumes que dividiam os barracos montados pelos sem teto, e esta manhã tentaram apreender os pertences e dispersas as pessoas.

Os guardas civis metropolitanos primeiro atacaram as pessoas que tentavam dialogar, depois quem tentava registrar a ação deles. O spray de pimenta chegou a atingir várias crianças, os moradores indignados expulsaram os GCMs, que sistematicamente tentam expulsar os moradores sem teto do centro através da violência física e pscicológica.

____________
Publicidade
//
//


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum