sábado, 26 set 2020
Publicidade

Kassab: Talvez a pior administração da cidade de São Paulo

Vivo em Sampa desde a administração Covas, já passei pelo Jânio, Erundina, Maluf, Pitta, Marta, Serra/Kassab, Kassab.

Sim a administração de Jânio que chamava os professores de ‘vagabundos‘ não foi grande coisa, mas chamar cidadãos de ‘vagabundos‘ não foi prerrogativa de Jânio, Kassab não apenas chamou cidadão de ‘vagabundo‘ como o expulsou de um centro de saúde aos gritos e empurrando-o e depois ainda exigiu que o cidadão lhe pedisse desculpas!

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=MeDDuJbuRm8]

Maluf do ‘estupra mais não mata‘ e dos inúmeros desfalques nos cofres públicos e corrupção em todos os cargos que ocupou me parecia algo que não poderia se repetir, mas daí vieram Pitta e agora Kassab. Escândalos atrás de escândalos como os da merenda e um abandono completo da cidade que eu realmente não via há muito.

Vivo na periferia da Zona Oeste há 12 anos, antes vivia na Vila Madá. Na Vila Madá, um bairro de classe média alta de Sampa, a gente não sente tanto esse impacto do desgoverno, embora o asfalto do percurso da Panamericana até chegar a Pinheiros no final da Fradique Coutinho, passando pela Vila Beatriz mostre-nos, por exemplo, que faz tempo que as ruas não são recapeadas.

Lembro-me vivamente da administração da Erundina da qual fiz parte na Secretaria da Cultura e também lembro-me da administração da Marta. Comparando ambas eu ainda acho a da Erundina muito superior, mas é inegável que o Rio Pequeno não foi abandonado pela administração Marta: toda a avenida Rio Pequeno assim como as ruas de acesso foram recapeadas durante as madrugadas, evitando que o trânsito se tornasse caótico; a praça do Rio Pequeno foi inteiramente reformada (durante as administrações de Maluf e Pitta era um lixão e agora na de Kassab volta ao abandono). Enfim, era visível a olhos nu a presença do poder público no bairro, como hoje é visível a olho nu a ausência da administração Kassab no bairro e olhe que nem estou falando de lugares completamente esquecidos pelos deuses e maus administradores como os Jardim Romano e Pantanal, vejam aqui e aqui.

Em São Paulo, nós só sentimos a presença da administração municipal no nosso bolso: aumento absurdo de IPTU, aumento das passagens de ônibus ou na força bruta da repressão do braço armado do governo estadual, veja aqui, aqui e aqui.

Eu estou cansada, muito cansada mesmo de não ter o básico como cidadã, de pagar um alto custo em impostos e taxas e ter em troca apenas propagandas enganosas, promessas vazias e nenhuma ação concreta do poder público. Até quando paulistas, paulistanos e demais moradores desta cidade aguentarão este desgoverno?

Maria Frô
Maria Frô
Historiadora, pedagoga, educadora, formadora, blogueira, autora de coleções didáticas e séries para a televisão.