Blog da Maria Frô

ativismo é por aqui

07 de agosto de 2013, 17h24

“Nós temos sido muito tolerantes com a violência no Brasil, talvez porque as principais vítimas sejam os jovens negros nas periferias”

A afirmação acima é da professora Silvia Ramos da Universidade Cândido Mendes e não é gratuita: no Brasil para cada cem mil habitantes se mata mais de 150 jovens negros. Este número é 5 vezes maior que na Colômbia e 15 vezes maior que nos EUA.
Estes são alguns dados do especial da TV Brasil exibido em 2011 sobre a situação da população negra no Brasil contemporâneo.

123 anos depois da abolição da escravatura, o número de brasileiros que se declara preto ou pardo é maior do que o de brancos: o Brasil tem se assumido como um país negro também.

O tema deste episódio do programa O Caminhos da Reportagem é a situação do negro no Brasil através de números que mostram como ainda é preciso superar a desigualdade de renda e de acesso à educação, a pobreza, a violência e encarar de frente o preconceito.

Dando início às comemorações da Semana da Consciência Negra (2011), o programa vai mostrar a violência e a indignação cantadas no rap de Salvador, histórias de superação de famílias e um porteiro que abraçou os livros e hoje é desembargador. E, ainda, um menino de rua que se tornou professor, uma editora de livros que investe na temática afro e o grupo de teatro Olodum, companhia que cria espetáculos a partir da tradição, histórias e temática negra.
Reportagem: Luciana Barreto
Edição: Isabelle Gomes
Produção: Vivian Carneiro e Laine Fabrício.
TV Brasil.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum