Blog da Maria Frô

ativismo é por aqui

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
19 de julho de 2011, 13h31

Para Kotscho Lula não deve se engajar na luta pela democratização das comunicações

A melhor notícia da semana passada foi a entrada do ex-presidente Lula  na blogosfera. Está certo que foi uma entrada tímida, institucional, não foi uma entrada triunfante como fez Chávez no twitter com sua memorável conta – @chavezcandanga – que acompanhamos com entusiasmo, porque é divertida, contundente, o jeito Chávez de ver e estar no mundo. Mas já é algo ter um pouco de notícias sobre o que vem fazendo o ex-presidente que não seja pela velha mídia que até criar factóide com um beijo dado pelo ex-presidente a uma militante cria.

__________
Publicidade


churrasco_250x250.gif

__________

Hoje, provocada por um leitor no twitter vou ao blog do Kotscho e me surpreendo com o texto morno do jornalista, amigo pessoal do ex-presidente.

Ora, não houve na história do país um presidente mais atacado pela velha mídia e que nada fez para silenciá-la. As capas partidarizadas, desrespeitosas e preconceituosas de Veja estão aí para não deixar nenhuma dúvida:




As capas de Veja tem um padrão tão previsível que permitem à blogosfera fazer exercícios como este, caso a blitz da Lei Seca tivesse flagrado Lula ao invés de Aécio dirigindo sobre efeito do álcool:

Pois para mim, Lula tem obrigação como cidadão de se engajar na luta pela democratização das comunicações do país, quem sabe compense o fato de nada ter feito para termos uma Ley de Medios e uma banda larga universalizada durante seus oito anos de governo.

Só Lula sai perdendo com os ataques de Lula

Por Ricardo Kotscho, em seu blog no R7

16/07/2011

Desconheço os motivos que levaram meu velho amigo Lula a subir o tom dos seus discursos em encontros com estudantes e  sindicalistas esta semana. Como ele tem viajado muito e sua agenda anda carregada, faz algumas semanas que não conversamos.

Ao anunciar, rufando os tambores, que vai voltar a viajar pelo Brasil, apenas seis meses após deixar a Presidência da República, para defender seus projetos de inclusão social contra a ação de inimigos reais ou imaginários, Lula exerce seus direitos de cidadão e maior líder político do país. Precisa saber, porém, se o momento político é oportuno para esta volta antecipada.

Desde que surgiu no cenário político nacional como líder do novo sindicalismo do ABC, no final dos anos 1970, Lula sempre alternou a tática da negociação com a estratégia do confronto, na base do “nós contra eles”.

No começo, “eles” eram os donos do capital e os militares da ditadura. Após a redemocratização, assumiram o papel de “outro lado” os candidatos dos partidos que concorriam com o PT. Com a progressiva fragilização da oposição partidária no país, desde o segundo mandato de Lula, e até hoje, quem assumiu o papel de “eles” foi a velha  mídia, até por iniciativa da própria.

Resta saber quem ganha com isso. A imprensa, não é, claro, como mostra a encruzilhada em que se encontram tradicionais empresas do ramo com a constante queda de circulação e audiência dos seus produtos jornalísticos, diante da concorrência das novas mídias eletrônicas.

Com seus constantes e cada vez mais irados ataques à imprensa, Lula, por sua vez, só dá mais munição para os porta-vozes do bloco mais reacionário da decadente imprensa tucana, que  vivem acenando com os fantasmas do “controle social da mídia” e da “volta da censura” como se estivessem torcendo por isso.

Confesso a vocês que não consigo entender, muito menos explicar esta nova ofensiva do ex-presidente contra a mídia. Lula é um cabra vencedor, como se diz lá na terra onde nasceu, um líder político respeitado no mundo todo, deixou o governo como o mais popular presidente da história, é aplaudido e abraçado por onde passa, o que quer mais?

Agindo desta forma, Lula acaba também não ajudando a presidente Dilma, que passa por um momento de sérias dificuldades, em várias áreas do governo, e estava tentando melhorar seu relacionamento com os donos  da grande mídia, que a vinham tratando até muito bem antes da crise Palocci.

Claro que seus editores de confiança, colunistas e blogueiros não vão sossegar o rabo enquanto não conseguirem destruir o que chamam de “mito Lula”, jogando criador contra criatura, inflando uma crise atrás da outra, atiçando a oposição a reassumir seu papel de oposição, que a imprensa se viu obrigada a desempenhar, segundo a ANJ.

Cada vez que se sentem atacados, no entanto, mais agressivos eles se tornam, mais motivados a fazer novas denúncias reais ou imaginárias, a criar um permanente clima de crise do fim do mundo no país. A  meu ver, só Lula perde com isso, arriscando a sua própria imagem aqui dentro e lá fora.

Melhor faria Lula se deixasse de se importar tanto com “eles” e dedicasse mais algum tempo a fazer palestras e reflexões sobre seu período de presidente, deixando o terreno livre para Dilma  fixar uma identidade própria do novo governo.

__________
Publicidade
//
//
__________


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum