Blog da Maria Frô

ativismo é por aqui

04 de setembro de 2010, 01h46

Que beleza! Olha só como os tucanos cuidam os nossos dados pessoais

Ao ler, ver e ouvir a reportagem estarrecedora reproduzida abaixo (de fonte indubitável para os leitores mais conservadores), você leitor poderá dizer: Ah! mas são dados de bandidos! Ah! É? Você nunca se envolveu num acidente de trânsito e fez BO? Você nunca foi assaltado e fez BO?

Pense como nossos dados estão ‘super protegidos’ nas delegacias de São Paulo. Como bem o Esquerdopata nomeou o post que surripio para cá: É o  PSDB zelando pelos seus dados, cidadão paulistano! E viva a Segurança Pública do governo tucano que joga dados pessoais do contribuinte no meio da rua e deixa ainda mais ‘limpinha’ esta cidade que é de fazer inveja a Berlim! Aff!

Documentos da polícia são descartados no meio da rua em SP

Papelada de delegacia foi jogada perto de avenida movimentada no Centro.
Nos documentos, constam dados pessoais, como números de RG e CPF.
Do G1 SP 11/05/2010

À beira da Avenida 23 de Maio, uma das mais movimentadas de São Paulo, um monte de papéis chama a atenção dos motoristas que passam pelo local. O mais curioso é que o material é produzido por uma delegacia de polícia, próximo de onde eles foram descartados.
São boletins de ocorrência, fichas de identificação, dados criminais, pedidos de perícia, tudo emitido neste ano. Nos documentos, há dados pessoais, como nome completo, filiação, números de identidade e do CPF, endereço, telefone de vítimas e testemunhas de crimes. E não é a primeira vez que os garis recolhem esse tipo de lixo.
Os documentos saíram da 1ª delegacia, no Centro de São Paulo. As informações encontradas no lixo foram passadas para o sistema informatizado da polícia e, portanto, os crimes estão registrados. Mas os papéis não poderiam ter sido jogados fora, na rua. Dois decretos obrigam a polícia a guardar dados sigilosos em segurança.
O delegado responsável pelas delegacias da região central diz que os dados em mãos erradas poderiam ser usados em fraudes, como compras em nome de terceiros. E explica que o correto é a destruição e reciclagem dos documentos pelo Fundo Social de Solidariedade, que fica com a renda.
No lixo, também havia documentos originais de um rapaz, preso duas vezes na delegacia do Centro. Segundo a polícia, não há registro de que os documentos do rapaz tenham passado pela delegacia.
Os documentos foram devolvidos para a família dele. E o restante do material foi entregue ao delegado seccional do Centro.

Veja também:  Alexandre Frota aceita convite e é o mais novo deputado do PSDB

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum