Blog da Maria Frô

ativismo é por aqui

Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
23 de agosto de 2011, 21h43

Rodrigo Penna, consumidor que registra todo o seu calvário com Embratel e Netfone

Ontem o Rodrigo Penna fez um comentário num post sobre uma denúncia do William Lima, contando que estava sofrendo, como o William, o mesmo descaso e desrespeito ao consumidor.

No texto abaixo ele conta todo o seu calvário com registros: ele printou chat, protocolos, gravou telefonema etc. O Rodrigo nos mostra o quanto é importante termos canais para denunciar os abusos que sofremos por parte de empresas que nos desrespeitam.

Reverberei seu comentário no twitter. Coincidência ou não, hoje, o Rodrigo deixa novo comentário informando que, finalmente, Embratel e NetFone ligaram para ele três vezes para resolver o problema.

Embratel: fazendo o cliente de bobo

Por Rodrigo Penna, em seu blog

16/08/2011

Em 2009 migrei da telefonia fixa da Embratel para a NET. Solicitei portabilidade. Negada várias vezes com argumento de que “não era possível fazer da mesma empresa para ela mesma”, já que NET e Embratel são parceiras. Contra argumentei, reclamei (dezenas de vezes), até aceitarem. Isto durou semanas! Instalaram o número antigo no NET-Fone novo. Resultado: após uns dias, o fone parou de funcionar e não voltou mais. Só pude encarar como uma retaliação da dupla NET-EMBRATEL pelas várias reclamações. Por fim, parei de reclamar e deixei para lá, com receio de ficar meses sem telefone nesta briga entre um simples consumidor e dois gigantes das telecomunicações no Brasil. Tinha duas filhas pequenas, uma com menos de um ano, minha esposa aconselhou a não ficarmos sem fone em casa, com razão. Veja reclamação devidamente protocolada na Anatel: a empresa alega (na cara de pau total!) que não pode fazer a portabilidade (após ter feito, ligado inclusive para avisar!) porque o plano fora cancelado (evidente: não ia ficar pagando dois planos à toa!)!

Veja como, pelas regras atuais, as reclamações na Anatel são dadas como “concluídas” sem estarem resolvidas! A empresa alega que te ligou, manda uma carta, e pronto: tamos conversados! Resolver o problema que é bom nada! Ainda assim, recomendo se cadastrar lá: causa mais pressão à empresa reclamações protocoladas na Anatel. E elas são pelo menos obrigadas a responder, o que não quer dizer, como você viu, que se resolva seu problema!

Agora, fiz o caminho inverso: migrei da NET para a Embratel e, de novo, pedi portabilidade. Já fiz isto várias vezes na telefonia móvel: sem problema algum, só ir na operadora, dar os dados, esperar um prazo entre 3 e 5 dias e seu número lá, operante! Veja o chat com operador da Embratel, em 31/7/2011. Ele não só nega a portabilidade como avisa que é necessário comprar outro aparelho! Preencha os dados nesta página da Embratel e verá que o próximo passo é “escolher” um aparelho! Na marra!

 A negação da portabilidade não faz o menor sentido! Se quiser confirmar que as empresas “parceiras” agem assim ouça você mesmo, a operadora falando comigo! É estarrecedor! Afinal, se é de Embratel para Embratel, trata-se de uma simples troca de plano, o que é permitido! Se é da Net para Embratel, de uma empresa para outra, não há razão para negar a portabilidade! Uma empresa pode ser parceira da outra que quiser e isto não as coloca acima da Lei!

Cancelei a Net após registrar na Anatel a negação da Embratel. Esperaria uns dias, se a portabilidade fosse dada, mas não foi. Afinal, minha última conta da Net superou os R$250! Não faz sentido eu pagar dois planos enquanto se resolve, é prejuízo ao cliente! Para variar, a Embratel atrasou a entrega da nova linha (não pude reativar minha antiga, como sugerido, pois era em outro plano, não este que “fala à vontade”).

Também fui obrigado a comprar outro aparelho, mesmo já tendo um comprado por absurdos R$149 da própria Embratel! Um excelente e simples Nokia 2115. Registrei várias reclamações na Anatel, até agora em vão.

Agora, a tática da empresa é enrolar, irritar você e te vencer pelo cansaço! Ficam ligando para seu telefone nos horários mais inconvenientes (sábado 8h, por exemplo!)! Tentam obrigar você a repetir toda a história, como se não tivessem lido as reclamações! Tentam colocar palavras em sua boca, com a ligação gravada, para você aceitar que eles estão agindo corretamente! Não se iluda: há atendentes de telemarketing bem preparados, também! Sugiro atender algumas ligações, depois não mais. Isto obriga a enviarem cartas, e responderem por escrito! Sugiro solicitar também toda vez que te ligarem a gravação, o que também é obrigado!

Venda casada é proibido expressamente pelo Código de Defesa do Consumidor! Se o cliente quer a linha, não deveria ser obrigado a adquirir um aparelho. Aliás, deveria poder ir ao mercado escolher o que mais lhe apetece!

Negar a portabilidade é irregular, a menos que a Anatel decida que no caso da Net-Embratel isto seja permitido!

Fiz uma consulta explícita sobre esta duas questões, à Anatel, veja! Aguardemos, pois, a resposta.

Enquanto isto, as entidades ligadas ao tema denunciam o recente acordo do governo com as teles! Que seria prejudicial a nós, consumidores!

Temos um setor monopolizado, caro e ineficiente! Herança maldita da privatização de FHC, que os tucanos ainda se orgulham de lembrar! É piada!

A falta de telefone que havia, era verdade, estava ligada à ineficiência do sistema Telebrás! Fôssemos nós hoje ainda donos das teles, estaríamos falando muito mais, navegando muito mais, com mais eficiência e muito mais barato!

Telecomunicações dá muito lucro! Que o diga o homem mais rico do mundo!

Sem privatização, o lucro seria nosso, não das teles!


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum