Blog da Maria Frô

ativismo é por aqui

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
17 de agosto de 2010, 13h39

Trinta milhões de trabalhadores podem conseguir gratuitamente certificação profissional

Pois é, embora a turma do Kamel ache que o Brasil não mudou, olhem a notícia que nem Kamel pôde esconder.
Dois ministérios, o da Educação e do Trabalho e Emprego, criaram, em parceria, o CERTIFIC, um programa para certificar profissionalmente trabalhadores que há muito tempo desempenham uma função, mas não têm diploma que comprove sua formação.
São cerca de 30 milhões de trabalhadores nestas condições que muitas vezes por não ter o diploma não conseguem um emprego formal ou prestar concursos.

Trabalhadores nestas condições podem se inscrever no Programa Certific, a partir desta segunda-feira (16). As inscrições vão até 10 de setembro.

Quem pode fazer a certificação?

O CERTIFIC começará com os profissionais das áreas de música, pesca e aquicultura, turismo e hospitalidade, construção civil e eletroeletrônica.

Para ter acesso ao diploma terá custos?

Não. Tanto as inscrições quanto a própria certificação e emissão de diplomas é gratuita.

Como proceder?

Os interessados devem procurar o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia mais próximo. São 37 campi de institutos federais, em 13 estados mais o Distrito Federal, que oferecerão o Certific neste semestre. Aqui a lista completa dos locais para realizar o CERTIFIC.

Como se dará a certificação?

O trabalhador inscrito no programa CERTIFIC será avaliado por uma equipe multidisciplinar composta por assistente social, pedagogo e especialistas da área.  Após a entrevista se  for constatada a excelência do trabalhador, ele recebe um certificado do instituto federal comprovando sua qualificação. Caso sejam constatadas falhas técnicas, o próprio instituto federal se encarrega de oferecer a formação ao trabalhador. Se for constatado déficit escolar, o trabalhador é encaminhado para uma escola de educação básica, para posteriormente receber o certificado.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 0800-616161.

Com informações do G1, veja a matéria abaixo.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum