Milos Morpha

por Cesar Castanha

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
26 de março de 2011, 16h13

Grey’s Anatomy

A apreciação popular fez crescer nos Estados Unidos o gênero seriado-novelinha. São séries semanais nas quais seus episódios tem uma conexão imprescindível, ou seja, a cada episódio elementos da história mudam fazendo com que seja necessário um acompanhamento regular da série. Além disso, um seriado-novelinha precisa ter uma tematica dita “de mulherzinha”, ou seja, focar nos relacionamentos humanos familiares e/ou amoros (ou em outros casos, na adolescência) com enredos centrados determinados em núcleos ou personagens.  Os mais famosos do gênero são: Brothers and Sisters, Desperate Housewives, Dawson’s Creek, Gossip Girl, True Blood, The O.C. e Grey’s Anatomy. O sucesso dessas séries se dão por razões independentes de sua história continua. No caso de Grey’s Anatomy o grande número de temporadas se justifica pelo modo maturo com o qual a série retrata a vida e a morte em cada um dos médicos e pacientes do Seattle Grace Hospital. Os romancinhos, embora divirtam, ficam em segundo plano diante do diálogo médico-paciente que ocorre em todos os episódios da série. No segundo semestre de 2010 a série estreiou sua 7ª temporada sem sequer demonstrar sinais de cansaço na trama. Personagens antigos saem, personagens novos entram, todos com seu momento certo para brilhar. Não há em “Grey’s” figuras inúteis ou personas vazias, cada um tem um papel de importância na construção da série. Nos deixando uma leve desconfiança de que o recorde de ER (14 temporadas) está para ser ultrapassado.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags