sábado, 26 set 2020
Publicidade

Milos Morpha apresenta… Happy Town

“A nova série da ABC é ambientada em Haplin, uma pequena cidade americana que se tem conseguido manter relativamente tranquila após uma série de misteriosos desaparecimentos que nunca foram resolvidos, no entanto, tudo isso está prestes a mudar quando uma série de misteriosos eventos criminosos ameaçam novamente a estabilidade emocional desta localidade.

Cinco anos atrás, um homem conhecido como Magic Man sequestrou vários moradores da cidade de Haplin, os quais nunca foram encontrados. Agora, apesar da calmaria, a cidade ainda é assombrada pelas lembranças do passado e tudo está prestes a piorar. Um novo e hediondo crime acontece e todos os moradores tem segredos escondidos, então quem estaria por trás do mais novo crime? O Magic Man ou outro morador? E por que?

Já tá disponível o piloto pra download, estão falando que é a nova Twin Peaks.”

Promo da Série:

A série já estreiou, a audiência ainda não se mostra satisfatória.

Cesar Castanha
Cesar Castanha
Do encanto com os créditos de abertura de "Alice no País das Maravilhas", visto religiosamente sempre que exibido nas tardes de sábado pelo SBT, veio a paixão pelo cinema como experiência estética, transformadora e expressão de uma ideia, uma história ou do próprio experimento. Por amar o cinema para além dos padrões de qualidade impostos a ele pela mídia, por outras instituições e até por uma crítica datada, veio o meu amor por conversar sobre cinema, aderi-lo, defendê-lo, apropriar-me dele. O Milos Morpha é uma conversa sobre cinema. Aqui, o texto nunca é certo e definitivo. O cinema não é uma fórmula para que cada cineasta se aproxime da solução mais correta, é um conjunto de experiências artísticas que já dura mais de 100 anos, é dessa forma que criticamente percebemos e experimentamos o cinema no Milos Morpha.