Milos Morpha

por Cesar Castanha

24 de agosto de 2016, 15h26

Trump, Temer e Homer: a sátira como profecia, por Cecília Shamá

Em 2000, no episódio “Bart to the Future”, os Simpsons elegeram Donald Trump como presidente dos EUA. Toda a trama do episódio gira em torno do teor ridículo da manipulação à população quando esta é colocada para escolher seu governante. O desenho colocava a má gestão de Trump como resultado catastrófico das eleições norte-americanas e, […]


+ posts

23 de junho de 2016, 13h35

13 filmes infantis que não devem ser esquecidos

O cinema infantil sempre foi um dos gêneros mais rentáveis do cinema. Mas desde pelo menos o início dos anos 2000, quando a Dreamworks e a Pixar se consolidaram, a procura pelo gênero tem sido cada vez mais pautada pela superação técnica (que faz da animação tradicional, por exemplo, obsoleta aos olhos do mercado). E […]


14 de junho de 2016, 21h10

Invocação do Mal 1.5, por Lucas Procópio

Assim que teve seu nome associado com lucro garantido, o malaio James Wan ganhou uma espécie de carta branca dos estúdios, seja em projetos modestos ou em produções gigantescas de orçamentos estratosféricos, caso de “Velozes Furiosos 7” (2015) e o ainda inédito “Aquaman”. Outro fator que chama a atenção em sua filmografia é que dos […]


13 de abril de 2016, 12h21

E o Homem criou “A Bruxa”, por Cecília Shamá

“Que uma biblioteca famosa tenha sido amaldiçoada por uma mulher é motivo de total indiferença para ela. Venerável e calma, com todos os seus tesouros seguramente trancafiados em seu seio, ela dorme complacentemente, e no que me diz respeito, há de dormir para sempre. Nunca despertarei esses ecos, nunca buscarei hospitalidade, jurei enquanto descia os […]


03 de março de 2016, 08h15

“O Pecado Mora ao Lado”, um comentário sobre a censura

Em uma das primeiras cenas de O Pecado Mora ao Lado (The Seven Year Itch, dir. Billy Wilder, 1955), o protagonista Richard Sherman (Tom Ewell) vai a uma lanchonete e é atendido pela garçonete interpretada por Doro Merande. Recusando a gorjeta oferecida por Sherman, a personagem aproveita a deixa para militar a favor do nudismo. […]


16 de fevereiro de 2016, 08h59

As colinas vivas de “A Noviça Rebelde”

  Os primeiros planos de helicóptero em A Noviça Rebelde (The Sound of Music,Robert Wise, 1965) revelam pequenas porções da paisagem de Mellweg, na Bavaria: um paraíso verde e montanhoso, e cada novo aspecto dele parece confirmar uma composição de perfeita harmonia. A câmera agora revela pela primeira vez o que parece ser o todo […]


04 de fevereiro de 2016, 09h29

Apanhado do Cinema 2015

Táxi Teerã propõe uma questão: por que filmamos? O cinema, como uma arte agora já centenária, tem aprofundado esse questionamento já há algumas gerações. E boa parte do cinema contemporâneo tem se motivado a partir dessa questão. A obra-prima de Jafar Panahi é uma belíssima e delicada reflexão sobre o cinema, principalmente sobre o seu […]


01 de fevereiro de 2016, 08h31

29 filmes para se ver em fevereiro

arte de Anderson Acioli (behance.net/Acioli) 1-      Fevereiro é o mês do Carnaval. Mas no caso de 2016, a quarta-feira de cinza está logo ali no dia 10. Fevereiro está mais para o mês do fim do Carnaval. Pra começarmos na parte doce desse mês meio amargo, assista Cavadoras de Ouro, musical sobre a crise de […]


14 de janeiro de 2016, 14h30

“Os Oito Odiados” e a marca de Tarantino

  Há informações sobre a trama do filme que podem desagradar leitores desavisados. Eu tenho dificuldade em não ver autoria como um fato do cinema. Por mais industrial que seja o processo de produção de um filme — ou seja, mesmo para aqueles que parecem apenas reproduzir uma série de fórmulas garantidas para o bom […]


01 de janeiro de 2016, 10h28

31 filmes para ver em janeiro

1-   É primeiro de janeiro! Você nem sente a ressaca do ano-novo porque foi completamente invadido por aquela sensação maravilhosa de que tudo pode acontecer. Aproveite que dormiu no sofá da sua irmã para assistir O Serviço de Entregas da Kiki com seus sobrinhos. 2-    É isso. O ano começou mesmo, e você está […]


04 de dezembro de 2015, 11h29

Buffy e o reconhecimento da televisão

“Uma vez em cada geração há uma caçadora. Ela, sozinha, enfrentará vampiros e as forças do mal”. Essa mensagem é repetida mecanicamente em todo episódio da primeira temporada de Buffy, a caça-vampiros (Joss Whedon, 1997-2003). Ela serve um propósito narrativo evidente, e até meio datado, da televisão: reiterar a essência da trama, o que supostamente […]


18 de novembro de 2015, 13h31

O existencialismo cínico de “Mate-me por Favor” e “A Seita”

A ironia de Jane Austen (autora de Orgulho e Preconceito e Razão e Sensibilidade) é diferente da dos escritores britânicos que a seguiram: é desprovida do cinismo encantado de Oscar Wilde (O Retrato de Dorian Gray, A Importância de Ser Prudente) e do desespero de Virginia Wolf (Orlando, Ao Farol, Mrs. Dalloway). É uma ironia […]