Milos Morpha

por Cesar Castanha

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
12 de abril de 2010, 20h59

Post do Hannibal

Estou um pouco impressionado comigo mesmo, apareci na história do cinema, ganhei um oscar, tive um spin-off que fez sucesso (raro na história do entertenimento), uma continuação e peguei carona na mania dos begins, origins e risings da vida (culpa daquele fã que não tem nenhuma imaginação e tem que saber tudo mastigadinho sobre como começou a vida de seu herói). Com esse histórico eu tinha tudo pra virar piada, mas pelo contrário, ainda hoje sou levado a sério e enquanto houver filmes meus no cinema as pessoas irão à seção esperando qualidade narrativa.
O mundo então me conhece como um canibal frio e sanguinário, terrível fato, poucos sabem que, depois de minhas últimas facetas eu entrei para o Canibais Anônimos, cansei de ver pessoas fugindo de mim pelas ruas, queria mudar. Entre meus colegas de grupo estava Fritz Harmann, nos reabilitamos e agora vamos juntos para a igreja, isso mesmo, Hannibal hoje é um homem temente à Deus e ao nosso senhor Jesus Cristo. Formei uma família, todos vegetarianos, pois caso você não saiba, para se criar gado é preciso desmatar florestas como a Amazônia e assim contribuir para o aquecimento global. Sou ambientalista também, uso camisa do greenpeace, abraço árvores, sou eleitor de Marina Silva e trabalho no Mater Christi como psicólogo. Em relação ao último emprego sempre fico horrorizado quando ouço os jovens falando em comer fulana e cicrana, não sabem eles o quão sério isso pode se tornar, os aconselho da melhor forma possível, mas as vezes eu tenho lapsos da minha vida antiga e me pego dizendo a esses meninos qual é o melhor tempero.
Porém a vida não é fácil, a imagem que deixei na cabeça das pessoas é por demais fortes, não sou bem vindo em alguns restaurantes, e, se em alguma lanchonete peço o ketchup pra alguém, é comum tal pessoa fazer xixi nas calças. Uma vez fui convidado pela Hebe para participar do seu programa, ela é meio saidinha e logo me pediu pra “comê-la”, eu recusei educadamente, e disse que nem nos meus piores dias aquilo seria feito, pois até canibalismo tem limite.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags