o colunista

por Cleber Lourenço

No rastro do óleo do Nordeste
07 de novembro de 2019, 14h36

Aconteceu! A PF se oficializou como a Gestapo!

Não podemos deixar que o aparelhamento do estado brasileiro crie um novo DOPS ou uma Gestapo dos Trópicos. Não podemos deixar que Sérgio Moro defina a polícia federal como uma polícia política

Sergio Moro em evento na Polícia Federal (Foto: Ministério da Justiça)

Sem alarde e com muita ponderação explicarei. Na Alemanha nazista era Gestapo, no Brasil se chamava DOPS Mas o objetivo era um só: perseguir, intimidar e quase sempre assassinar qualquer opositor ao governo ao governo imposto.

Era uma polícia politica basicamente. E é de praxe que governos autoritários, ditaduras totalitaristas e monarquias em crise endurecerem os seus regimes a abandonarem qualquer verniz ou “vergonha” de esconderem sua truculência e sua ô, bichinface perversa. Não poderia ser diferente com o governo de “Seu Jair” que entrou em contagem regressiva para o seu fim, nos resta saber o que acontecerá quando o relógio do Apocalipse chegar a zero.

Porém já adianto que o prognóstico não é nada positivo pois em 48 horas: tentaram prender Dilma sem qualquer respeito ao devido processo legal, invadiram a cela de Lula às 6 da manhã com claro objetivo intimidatória e por agora deram início a uma manobra que tem com único propósito, criminalizar o porteiro que envolveu o presidente da República em caso de assassinato.

Acontece que a presidência sabe que será difícil desvencilhar-se de mais de uma década de conexões e relações com as violentas milícias e agora busca desesperadamente silenciar qualquer elemento que aprofunde essa relação.

Precisa ser recuperada para a legalidade e para as regras do Estado Democrático de Direito

A esquerda precisa ficar atenta com Moro e seus crimes. O “Himmler” de Seu Jair pede a prisão de Dilma sem denúncia, sem citação e ainda começa um jogo perigoso empurrando uma delação premiada para Adélio com o objetivo de que ele invente uma história contra a esquerda, vimos recentemente que as operações lava jato na América Latina agiam de forma bem semelhante com as delações premiadas e como tripudiavam entorno disto, o próprio The Intercept Brasil mostrou como procuradores no Peru estimulavam a delação caluniosa.

Acontece que agora é isso, tal qual a infame Alemanha de 1935 o ministério da justiça está para a SS assim como a Polícia Federal está para a Gestapo.

E isso não é nada além do que o famigerado aparelhamento do estado que tanto se criticava no PT. Temos agora uma polícia movida unicamente de forma política com claro e pungente viés ideológico: o da extrema-direita tal qual como era também em Berlim.

Ainda sobre o porteiro, Reparem na gravidade: o porteiro do Vivendas da Barra pode ser enquadrado na Lei de Segurança Nacional e pegar até quatro anos de prisão por “caluniar autoridades” em outras palavras: intimidação.

Afinal de contas o que o MPF pretende em um inquérito no qual ele não é parte processual e tampouco atua pra persecução penal dos que mataram a vereadora carioca e seu motorista numa emboscada nas ruas do Rio de Janeiro?

É a tendência é piorar, quanto mais próximo do fim estiver o governo, mais violenta será a reação, ou seria mera coincidência estes fatos no mesmo período em que um dos filhos do presidente pode ter o mandato cassado e um pedido de impeachment e um inquérito policial batem na porta do planalto?

Nunca antes na história desse país a constituição é o estado democrático de direito foram sofreram tão severa desvalorização.

É dever patriótico de toda a sociedade civil retomar e cobrar os valores constitucionais desta nação. Pois mesmo com todos os defeitos ela ainda é o que nos separa da barbárie que Seu Jair é sua trupe buscam importo ao pais.

Não podemos deixar que o aparelhamento do estado brasileiro crie um novo DOPS ou uma Gestapo dos Trópicos. Não podemos deixar que Sérgio Moro defina a polícia federal como uma polícia política.

Pelo bem do Brasil, devemos defender os brasileiros.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum