o colunista

por Cleber Lourenço

Fórum Educação
25 de março de 2020, 09h33

Comandante das forças armadas contradiz Bolsonaro

O pronunciamento vai na contramão do que Bolsonaro anda dizendo para a imprensa e prega cautela, segurança e responsabilidade com a crise

O comandante das Forças Armadas,

O General Edson Pujol, comandante das Forças Armadas, publicou um pronunciamento para a tropa pouco mais que uma hora antes da fala irresponsável de Bolsonaro e atropelou o discurso delinquente do presidente.

O que chamou a atenção foi o fato do comandante ter se subordinado ao ministro da defesa e em nenhum momento fazer menção ao presidente em um pronunciamento oficial no canal oficial do exército brasileiro.

O pronunciamento vai na contramão do que Bolsonaro anda dizendo para a imprensa e prega cautela, segurança e responsabilidade com a crise.

Eles reconhecem a gravidade da situação.

E tudo acontece semanas após as forças armadas sinalizarem de maneira efusiva que buscam distanciamento do governo de extrema-direita.

A fala do General bate claramente de frente com o que Bolsonaro vem pregando nas últimas semanas sobre a pandemia de coronavírus e também com o pronunciamento do presidente.

Segundo os jornais Folha de SP e Estadão, os militares já sabiam que o presidente faria um discurso para a nação, tentaram inclusive dissuadir Bolsonaro da ideia.

Foi o que acabou motivando ele a fazer o vídeo em segredo com a ajuda de seu filho Carlos Bolsonaro que cuidou do texto.

A publicação do pronunciamento quase uma hora antes da fala do presidente não pode ser mera coincidência.

O vídeo ainda possui mais peso quando lembramos que Pujol possui proximidade com dos generais Villas Bôas e Augusto Heleno.

Não há quem queira segurar Bolsonaro.

Com isso, peço que os desesperados pela teoria do golpe militar liderado por Bolsonaro podem abandonar tal pensamento.

Veja o vídeo :


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum