o colunista

por Cleber Lourenço

01 de agosto de 2019, 11h14

Fontes confirmam que chapa Dória e Maia 2022 já é uma certeza

A chapa marcaria o reencontro do PSDB com o Democratas depois de um distanciamento do partido com os tucanos pela majoritária preferência por Jair Bolsonaro na campanha eleitoral de 2019

Doria e Maia (Reprodução/Youtube)

Fontes próximas deste colunista afirmaram que as discussões sobre a corrida eleitoral de 2022 já estão bem definidas em São Paulo.

Segundo fontes, no primeiro semestre deste ano Dória (PSDB-SP) e o presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ) protagonizaram uma série de encontros secretos em uma clínica estética em São Paulo na região dos Jardins, zona sul da cidade.

Especula-se que entre os temas discutidos nas conversas estaria também as ações a serem tomadas em um eventual processo de Impeachment do presidente Jair Bolsonaro.

Ainda estas mesmas fontes afirmaram que Gilberto Kassab (PSD) que durou apenas três dias na Casa Civil do governo João Dória, disse para pessoas próximas que Dória saberia que o governo Bolsonaro duraria no máximo dois anos. Segundo a fonte, Kassab foi enfático:

“O governador (Dória) tem certeza que o Bolsonaro só vai ficar 2 anos”.

Outra fonte, agora no senado e também próxima de Maia, também confirma que a chapa Dória-Maia é mais do que garantida nos bastidores de Brasília.

Veja também:  Após acordão, presidente do Paraguai derruba impeachment por caso de Itaipu, que envolve clã Bolsonaro

A chapa marcaria o reencontro do PSDB com o Democratas depois de um distanciamento do partido com os tucanos pela majoritária preferência por Jair Bolsonaro na campanha eleitoral de 2019.

No início de maio deste ano, durante uma entrevista à Rádio Jovem Pan Maia, levantou a possibilidade de o DEM endossar uma candidatura presidencial do governador paulista João Doria (PSDB) em 2022. Outros veículos como o jornal Valor Econômico também apontaram a aproximação de ambos visando 2022.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum