o colunista

por Cleber Lourenço

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
14 de dezembro de 2019, 13h52

Pânico no Planalto e mais uma vez Marielle

Leia na coluna de Cleber Lourenço: "Segundo as redes de extrema direita, Wilson Witzel em breve irá envolver ainda mais a família presidencial no caso do assassinato da vereadora Marielle Franco. Rumores dão conta de que a revelação bombástica seria divulgada entre a noite deste domingo e a próxima quarta-feira, e envolveria mensagens e áudios entre milicianos"

Bolsonaro e WIlson Witzel (Foto: Arquivo)

Mais uma vez o governo de Vichy (deixo as referências para os historiadores) está em pânico. E mais uma vez a eterna vereadora Marielle Franco está de forma póstuma envolvida no alvoroço no Planalto.

A declaração do presidente Jair Bolsonaro na última sexta-feira (13) passou quase que despercebida pela imprensa brasileira.

Mesmo sem qualquer questionamento, o presidente saiu alardeando aos quatro cantos que estariam armando algo contra ele no caso Marielle.

Apontei também neste blog que a imprensa deixou de fazer uma pergunta importante: quem está vazando informações do caso para o presidente?

Afinal de contas, o presidente pareceu estar muito convicto do que afirmava. Poucos fizeram esta pergunta. Até onde eu vi, apenas eu e dois jornalistas foram na direção correta: Josias de Souza e George Marques.

Um câncer?

Desde ontem uma outra dúvida não me sai da cabeça: com que propósito Bolsonaro alardeou na imprensa um possível câncer de pele? E qual o motivo dessa mentira que aparentemente não teria propósito algum até então?

Gerar comoção? Criar um clima igual o da facada para se esquivar de questionamentos da suposta “bomba” que estaria por vir? Não faz sentido.

Foi outra situação que passou batida pela imprensa. Bolsonaro não é o ser mais inteligível no Planalto, mas quem o cerca é.

Nos grupos e círculos bolsonaristas, as falas do deputado Otoni de Paula Júnior reverberam aos 4 cantos. Segundo as redes de extrema direita, há uma conspiração do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, que em breve irá envolver ainda mais a família presidencial no caso do assassinato da vereadora Marielle Franco.

Segundo eles, a revelação bombástica seria divulgada entre a noite deste domingo e a próxima quarta-feira, e envolveria mensagens e áudios entre milicianos.

O caso é alardeado inclusive pelo porta voz da “imprensa” bolsonarista, o portal Terça livre (por motivos óbvios não colocarei links).

Reprodução

Tudo isto somado ao comportamento estranho do governo, que no final de novembro não perdeu tempo em fazer ameaças e lançar bravatas contra possíveis manifestações da oposição que, para membros do núcleo bolsonarista, poderiam explodir em breve.

As ruas estavam calmas, mas o governo não. Repito a pergunta que fiz no final de novembro: o que está ou estava apavorando o governo naquela ocasião?

Seria a onda do #tictac voltando?

É uma situação complicada, não farei mais especulações. Também não ficarei fazendo acusações. Mas dado o histórico da família presidencial, presumo que seja uma situação complicada.

Vamos aguardar.

Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Fórum

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum