o colunista

por Cleber Lourenço

Fórum Educação
28 de abril de 2020, 18h16

Teria Bolsonaro colocado o Estado brasileiro para perseguir e espionar opositores ilegalmente?

Leia na coluna de Cleber Lourenço: É tudo muito grave. O presidente estaria usando a Abin e demais instituições e agentes do Estado brasileiro para perseguir, coagir e violar a privacidade de opositores? Ao que tudo indica, sim!

Foto: Isac Nóbrega/PR

Hoje o jornalista e militante bolsonarista Luís Ernesto Lacombe publicou em seu programa na Rede Bandeirantes um áudio da deputada federal Joice Hasselmann onde ela teria pedido a criação de perfis para militância em redes sociais.

A deputada confirma a veracidade do áudio, mas nega que a finalidade dos perfis seria para disseminação de notícias falsas.

Acontece que no dia anterior um vídeo publicado pelo deputado Carlos Jody (PSL-RJ) passou despercebido, nele Bolsonaro diz:

“Se eu tivesse um áudio de uma deputada muito conhecida aí, ela passando para uma pessoa, falando o seguinte: Olha, cria mais uns perfis falsos aí para atacar fulano de tal. Acha que ia pegar mal para essa deputada?”.

E então, no dia seguinte, tivemos a publicação do áudio pelo jornalista. Estranho, não?

A coisa toda fica ainda mais suspeita quando lembramos de uma declaração do presidente feita em dezembro do ano passado, onde ele diz:

“Vocês sabem o caso do Witzel, foi amplamente divulgado aí, inteligência levantou, já foi gravado conversa entre dois marginais citando meu nome para dizer que eu sou miliciano. Armaram”.

Comentei sobre o episódio em duas colunas distintas e que você pode conferir abaixo:

Bolsonaro não precisou de um AI-5 para começar um estado totalitário no país

Revelação do Intercept coloca família Bolsonaro no caso Marielle (novamente)

Repito a pergunta: quem seria essa inteligência? Bolsonaro teria usado novamente essa inteligência para grampear Joice Hasselmann?

Vamos para a sequência dos fatos!

Joice acusou o presidente de estar a grampeando. No ano passado, Bolsonaro disse que a inteligência pegou o Witzel combinando algo. E observe de quando é o vídeo do Jordy: horas antes de Lacombe soltar o áudio.

E mais. No caso envolvendo o Witzel, ninguém havia falado ou comentado coisa alguma sobre o caso Marielle. Os envolvidos agem de forma absolutamente gratuita, como se quisessem se antecipar a alguma coisa.

Em seu pronunciamento de despedida do Ministério da Justiça, Sérgio Moro disse: “Bolsonaro queria relatórios de inteligência da PF, isso é inaceitável”.

É tudo muito grave. O presidente estaria usando a Abin e demais instituições e agentes do Estado brasileiro para perseguir, coagir e violar a privacidade de opositores? Ao que tudo indica, sim!

Há algumas semanas ele havia declarado que teria supostos dados da tal inteligência sobre um plano de Maia, Doria e STF contra ele. Segundo a coluna Painel da Folha, Bolsonaro disse a parlamentares que recebeu um suposto dossiê com informações de inteligência de que Rodrigo Maia (DEM-RJ), o governador João Doria (PSDB-SP) e um setor do STF estão tramando um plano para dar um golpe e tirá-lo do governo.

Bolsonaro estaria, junto com sua “inteligência”, violando o sigilo de cidadãos e políticos brasileiros ilegalmente?

Bolsonaro estaria atingindo diretamente o Art. 5º da Constituição que diz:

“Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

XII – e inviolável o sigilo da correspondência e das comunicações telegráficas, de dados e das comunicações telefônicas, salvo, no último caso, por ordem judicial, nas hipóteses e na forma que a lei estabelecer para fins de investigação criminal ou instrução processual penal”. (Vide Lei nº 9.296, de 1996).

*Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Fórum


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum