quarta-feira, 30 set 2020
Publicidade

Sexban: “Proibição” de sexo com quem não divide o mesmo teto vira chacota no Reino Unido

Novas medidas contra a propagação do coronavírus anunciadas pelo governo do Reino Unido virou motivo de piada na imprensa local e na internet diante da seguinte regra: a impossibilidade de encontrar qualquer pessoa que não more na mesma casa em um local fechado, que está sendo chamada de proibição ao sexo.

O Reino Unido começou um desconfinamento gradual na última segunda-feira (1): reuniões são permitidas ao ar livre em grupos de até seis pessoas, porém, é proibido que duas pessoas que não moram na mesma casa se encontrem em um local fechado.

A regra foi chamada por alguns meios de comunicação como uma “proibição do sexo” e a hashtag #sexban virou um dos assuntos mais comentados no Twitter, já que a proibição parece permitir manter relações ao ar livre, mas não em casa.

Nesta terça (2), o governo se defendeu. De acordo com a Reuters, O ministro da habitação, Simon Clarke, disse à rádio LBC que a intenção das medidas é proteger a saúde pública e reduzir as taxas de infecção. “É de suma importância, claramente, que as pessoas fiquem em suas casas e não tenhamos nenhum risco adicional de transmissão e este é obviamente um passo fundamental para alcançá-lo”, disse ele.

Quando questionado se as regras permitem que casais mantenham sexo em espaços abertos, Clarke levou na brincadeira e respondeu: “”É justo dizer que o risco de transmissão do coronavírus ao ar livre é muito menor do que nos espaços fechados”.

Quem for pego quebrando as regras terá que pagar uma multa de 100 libras (o equivalente a 660 reais). O governo, quando perguntado sobre como será feito o controle das medidas, disse que a polícia não tem poder para entrar nas casas a não ser que suspeite de uma “atividade criminosa grave”.

Clara Averbuck
Clara Averbuck
Escritora e jornalista, autora de 9 livros.