Ivete Sangalo deixa lista de isentões: "Esse governo não me representa"

Cantora baiana evitou se posicionar abertamente sobre apoio político afirmando que "isso [governo Bolsonaro] vamos resolver quando unirmos forças nas próximas eleições"

Ivete Sangalo (Reprodução/Facebook)
Escrito en BLOGS el

Alvo de críticas dos fãs por ficar em cima do muro em declaração sobre as mais de 500 mil mortes pela pandemia no Brasil, a cantora baiana Ivete Sangalo foi às redes nesta terça-feira (22) para deixar claro que não figura na lista de artistas "isentões".

"Meus zamuris entendo o quão necessário é nesse momento não estabelecer dúvidas sobre o que acredito. Esse governo que aí está não me representa nem mesmo antes da ideia dele existir", escreveu em sequência de imagens publicada em seu perfil no Instagram.

No entanto, a cantora evitou se posicionar abertamente sobre apoio político afirmando que "isso [governo Bolsonaro] vamos resolver quando unirmos forças nas próximas eleições".

"Agora vamos nos unir em prol do que podemos fazer nos nossos espaços para driblar essa desorganização que são: o uso de máscaras, higienização, vacinas e o que mais necessário for", escreveu.