Anitta destaca preconceito religioso após rumores de que raspou o cabelo: “Vai ser intolerante na ponte que partiu”

A cantora é praticante do Candomblé e passou a ser alvo de ataques após o boato de que teria raspado o cabelo em um ritual, informação que foi desmentida por ela e por sua assessoria

A cantora Anitta tem sido alvo, nos últimos dias, de um boato que envolve preconceito e intolerância religiosa. Circula a notícia de que a artista, praticante do Candomblé, teria raspado o cabelo em um ritual religioso.

Os rumores não param por aí. Dão conta, ainda, de que a cantora teria inventado uma doença para acobertar o ritual a que teria sido submetida. “Exclusivo: soube que uma cantora ‘poderosa’ ficou careca há dois meses. Mas não por saúde, e sim por religião. Ela deitou para o santo novamente e raspou a cabeça. Desde então só usa perucas. A desculpa que dá por seus cabelos artificiais é sua ‘nova investida no mercado gringo’”, escreveu, pelas redes sociais, Gabriel Perline, editor do site Notícias da TV.

As informações, de acordo com a própria Anitta e sua assessoria, no entanto, são falsas. “Eu não brinco com doença e não tenho vergonha de minha religião”, disse a cantora pelos ‘stories’ do Instagram, explicando, ainda, que é “Ekedi” no Candomblé e que, por isso, não precisa passar por ritual que envolva raspar a cabeça.

“Vai ser intolerante na ponte que partiu”, disparou a cantora.

A assessoria de Anitta também citou intolerância religiosa ao desmentir o boato. “Anitta repudia qualquer tipo de intolerância religiosa, seja ela qual for, e acredita que tais especulações retratam um Brasil ainda repleto de discriminação e preconceito religioso”, diz um trecho da nota oficial.

Confira a íntegra.

Nota de Esclarecimento

Devido às especulações na imprensa de que @anitta raspou seu cabelo para cumprir compromissos religiosos, viemos a público afirmar que a informação não é verdadeira. A cantora, praticante do Candomblé, é uma “Ekedi” em sua religião. As Ekedis são suspensas para a iniciação, não precisando raspar a cabeça em sua preparação para servir aos Orixás. Anitta repudia qualquer tipo de intolerância religiosa, seja ela qual for, e acredita que tais especulações retratam um Brasil ainda repleto de discriminação e preconceito religioso. Mais uma vez a bpmcom lamenta que a imprensa não cumpra sua obrigação para com a verdade e apure os fatos antes de publica-los.

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista e repórter especial da Revista Fórum.