Ingrid Silva é criticada por internauta por usar salto depois de ter bebê e lacra nas redes

A internauta pediu para que a bailarina volte “a sua linda e encantadora simplicidade” e disse ainda que “ser mãe não torna ninguém tão soberba assim”. Recebeu a resposta que merecia. Veja aqui

A bailarina brasileira Ingrid Silva postou foto, nesta quarta-feira (17), no aeroporto John F. Kennedy, em Nova Iorque, com seu bebê recém-nascido. Na imagem, a bailarina aparece elegante e com salto agulha.

Uma internauta a agrediu, chamando o sapato de “belíssimo e desnecessário”, além de pedir para que Ingrid volte “a sua linda e encantadora simplicidade”. A internauta, que acabou levando uma invertida, disse ainda que “ser mãe não torna ninguém tão soberba assim”.

Ingrid respondeu: “Esse é o comentário mais escroto que já li. Sério, é um absurdo você achar que eu usando o sapato que quero e me sinto confortável sou soberba. Da onde, gente? Só por causa de um sapato e uma foto. Soberba e abusada é você com esse comentário crítico e julgatório. Cada um faz o que quer. Seja feliz e pare de achar demais o que as pessoas têm que fazer. Chatice isso! Depois disso, a bailarina encerrou a conversa com um block.

Palestrante em Harvard

A bailarina brasileira Ingrid Silva foi a palestrante oficial no evento da Harvard Lead Conference, no último dia 17 de janeiro.

O anúncio foi feito pela própria Ingrid em sua conta do Twitter: “E com muito Orgulhoooo que eu compartilho esta novidade inédita com vocês. Eu vou ser palestrante principal, que será dia 17 de Janeiro. Eu sou a primeira brasileira e a primeira bailarina negra a ser palestrante principal”.

Nascida e criada no bairro de Benfica, no Rio de Janeiro, Ingrid Silva se tornou a primeira bailarina do Dance Theatre of Harlem, a primeira companhia clássica do mundo para negros.

Ela começou a carreira em um projeto social “Dançando Para Não Dançar”, de Teresa Aguilar, no Morro da Mangueira.

Por meio do projeto, ganhou bolsa para a Escola de Dança Maria Olenewa, do Teatro Municipal do Rio de Janeiro e para o Centro de Movimento Deborah Colker. Aos 17 anos, foi a Belo Horizonte estagiar com o renomado Grupo Corpo.

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR