Internauta reclama que ainda não tomou vacina no “rabão” e Instituto Butantan responde: “É no braço”

Perfil oficial do Instituto, que divulgou resultados da eficácia da CoronaVac nesta quinta-feira, vem respondendo internautas de forma bem-humorada; imunização em São Paulo deve começar em 25 de janeiro

O perfil oficial no Twitter do Instituto Butantan, responsável pela fabricação da Coronavac, vacina do laboratório chinês Sinovac contra o coronavírus, vem dando respostas bem-humoradas a internautas que fazem postagens sobre o imunizante nas redes sociais.

Em uma dessas respostas, o instituto, vinculado ao governo do estado de São Paulo, informou a uma usuária do Twitter que a aplicação da vacina será no braço, e não no “rabão”, como ela havia sugerido.

“Já é dia 5 de janeiro e ainda não tomei nenhuma vacina chinesa no meu rabão exijo providências”, escreveu a internauta. O perfil do instituto, então, respondeu, arrancando elogios e “risadas” de outros usuários da rede: “Falta pouco, Carolina. O desejo é grande para que isso aconteça o mais breve possível, né? O Butantan trabalha com a expectativa de ter a vacina disponível para o início da vacinação agora em janeiro. Só lembrando que a aplicação é no braço, ok? Conte conosco!”.

Vacinação em SP começa dia 25

O secretário estadual da Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, disse nesta quinta-feira (7) em entrevista ao programa “Bastidores do Poder”, da Rádio Bandeirantes, que a vacinação contra a Covid-19 vai começar no estado no máximo dia 25 de janeiro.

A declaração foi dada depois de o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, ter anunciado nesta quinta-feira que o governo federal vai comprar 46 milhões de doses da Coronavac. A vacina, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac, está sendo fabricada no Brasil pelo Instituto Butantan, ligado ao governo paulista. Antes do anúncio de que ela seria incorporada ao Programa Nacional de Imunização, era com essas doses que São Paulo planejava começar sua campanha.

Mesmo assim, Gorinchteyn disse que o estado poderá iniciar a primeira fase da imunização em massa no dia 25, caso ela não tenha sido disparada até lá pelo ministério.

“No primeiro momento teremos a vacinação desse primeiro grupo que já estava previsto no programa estadual”, disse ele. São profissionais de saúde, pessoas com 60 anos ou mais e grupos indígenas e quilombolas. A expectativa do estado é que 9 milhões de pessoas estejam nesses grupos. “Teríamos 20% dessas vacinas [Coronavac que vão para o ministério]. Daria próximo a 9 milhões”, afirmou.

Eficácia

Nesta quinta-feira (7), o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, anunciou que a vacina confere redução de 100% dos casos graves e moderados de Covid-19 entre os vacinados e 78% para casos leves.

O instituto já iniciou o processo de pedido de uso emergencial para a dose na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Duas reuniões com a agência foram realizadas nesta quinta.

Segundo Gorinchteyn, o instituto vai enviar nesta sexta-feira (8) o dossiê dos estudos realizados com a Coronavac, que tem mais de 10 mil páginas, à Anvisa. “Dessa forma teremos 10 dias para análise dessa documentação”, disse.

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista e repórter especial da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR