Ivete Sangalo deixa lista de isentões: “Esse governo não me representa”

Cantora baiana evitou se posicionar abertamente sobre apoio político afirmando que "isso [governo Bolsonaro] vamos resolver quando unirmos forças nas próximas eleições"

Alvo de críticas dos fãs por ficar em cima do muro em declaração sobre as mais de 500 mil mortes pela pandemia no Brasil, a cantora baiana Ivete Sangalo foi às redes nesta terça-feira (22) para deixar claro que não figura na lista de artistas “isentões”.

“Meus zamuris entendo o quão necessário é nesse momento não estabelecer dúvidas sobre o que acredito. Esse governo que aí está não me representa nem mesmo antes da ideia dele existir”, escreveu em sequência de imagens publicada em seu perfil no Instagram.

No entanto, a cantora evitou se posicionar abertamente sobre apoio político afirmando que “isso [governo Bolsonaro] vamos resolver quando unirmos forças nas próximas eleições”.

“Agora vamos nos unir em prol do que podemos fazer nos nossos espaços para driblar essa desorganização que são: o uso de máscaras, higienização, vacinas e o que mais necessário for”, escreveu.

Notícias relacionadas

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR