Nas redes, Xuxa chama Bolsonaro de “genocida” e defende impeachment

O Santos Futebol Clube, por meio de nota divulgada no domingo, informou que não foi procurado pela equipe de Jair Bolsonaro sobre suposta intenção do presidente de ir ao jogo entre o clube e o Grêmio, válido pelo Campeonato Brasileiro, na Vila Belmiro

No último domingo (10) o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) supostamente teria sido impedido de entrar no Estádio Urbano Caldeira, que é mais conhecido como Vila Belmiro, em Santos (SP), pois não estava vacinado e nem tinha o passaporte vacinal.

Como era de se esperar, Bolsonaro fez da cena propaganda política antivacina e defendeu a “liberdade”, pois, na visão do mandatário do Brasil, impor a comprovação de vacinação para entrar em espaços coletivos é um atentado contra o ir e vir.

Porém, a apresentadora Xuxa não concorda com o presidente e, ao compartilhar o vídeo onde Bolsonaro discursa contra o passaporte vacinal, a apresentadora responde aos questionamentos do ocupante do Palácio do Planalto.

“Eu lhe respondo por que (obrigatoriedade do passaporte vacinal) Sr. Presidente, porque estamos em uma pandemia, porque a lei serve pra todos, porque assim protegemos as pessoas, porque já morreram 600 mil pessoas, porque precisamos seguir o que os cientistas, médicos e a Organização Mundial da Saúde pedem e exigem a TODOS no mundo porque… quem não faz isso, não segue as regras mundiais é GENOCIDA”, critica Xuxa.

Em seguida, ela defende o impeachment do presidente. “E AINDA TEM GENTE QUE VAI QUERER ARGUMENTAR (defender a atitude do presidente) … por favor deixe de me seguir, deixe de falar comigo. E vc que é a favor da vida, assine o impeachment agora”, afirma.

Jogo de cena

O Santos Futebol Clube, por meio de nota divulgada no início da noite deste domingo (10), informou que não foi procurado pela equipe de Jair Bolsonaro sobre suposta intenção do presidente de ir ao jogo entre o clube e o Grêmio, válido pelo Campeonato Brasileiro, na Vila Belmiro.

Pouco antes da partida, Bolsonaro se queixou sobre, supostamente, ter sido impedido de comparecer por não estar vacinado.

“Por que passaporte da vacina? Eu queria ver o jogo do Santos agora e falaram que tinha que estar vacinado. Pra que isso? Eu tenho mais anticorpos do que quem tomou vacina”, se queixou o presidente em entrevista, espalhando uma mentira, visto que estudos comprovam que quem tomou imunizante contra a Covid ganha mais proteção do que quem contraiu a doença.

Publicidade

O clube do litoral paulista, no entanto, informou que “não foi procurado pela equipe do presidente”. “O Clube segue os protocolos da CBF, que, por sua vez, segue as normas sanitárias da Anvisa”, diz a nota.

Notícias relacionadas

Publicidade

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR