Blogs

Fórum Educação
02 de abril de 2020, 23h44

Quando mulheres negras falam, a voz do incômodo ecoa

Stella Yeshua, voz promissora do rap nacional e poeta, viraliza dando nome aos... boys

Reprodução

Stella Yeshua, rapper em ascenção, postou hoje o vídeo de uma poesia falando de casos recentes de racismo que se espalharam pelas redes sociais. Os poemas de Stella, que frequentemente ganham notoriedade nas redes sociais, sempre tocam nas feridas que a sociedade racista tenta esconder atrás de seus “tenho até um amigo negro” e “não sou racista, mas…” e causam incômodo e catarse.

Assistam porque a palavra, aqui, é dela.

Hoje você não escapa
Hoje minha voz te ataca
Hoje eu tô querendo explanar teu jogo

Marcão do Povo
Marcando o povo

É uma coisa que não dá pra entender
Pobre macaca, mas pobre, pobre mesmo
Cê jura que vai profanar contra o meu povo e ainda assim sair ileso?

Sua ofensa é clara tu não pode negar
E não vem com desculpa de Expressão popular
Sentimento interno desde o tempo escolar
Mas pro seu desespero, baby, ESTAREMOS LÁ

Chama o Justus pros injustos
E declara o acontecido
Sua falácia foi estrondosa
E hoje tu está DEMITIDO
E não leva uma comigo, tô falando na moral
Vou levantar minha mão, mas vai ser pra te dar tchau

Seu balanço foi geral como comunicador
Hostilizando pessoas sem senso e sem pudor
Infeliz nas palavras ..todo mundo notou
É sério todo mundo mesmo o Koba até me ligou

Babaca
Macaca
que ataca
e emplaca
Destaca
Minha faca
é a estaca
Que ensaca
a inhaca
QUE VEM DE VC


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum