escrevinhador

por Rodrigo Vianna

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
01 de agosto de 2014, 12h29

Aécio Neves: “Eu usei, sim”

O candidato à Presidência, Aécio Neves,ficou irritado com alguns jornalistas – se fosse em seu feudo, a sua irmã mandaria demitir todo mundo! Porém, ele confessou que utilizou “três ou quatro vezes”... a pista do aeroporto não homologada pela Anac.

Por Altamiro Borges, em seu blog

O “aecioporto” deve ter causado um baita estrago na campanha de Aécio Neves, o cambaleante presidenciável tucano. Há boatos de que pesquisas qualitativas, as famosas “qualis”, registraram a perda de intenções de voto do senador mineiro.

Durante duas semanas, ele se recusou a admitir que usou o aeroporto da fazenda do seu titio, na cidade de Cláudio, construído com R$ 14 milhões dos cofres públicos quando era governador de Minas Gerais.

Ele até ficou irritado com alguns jornalistas – se fosse em seu feudo, a sua irmã mandaria demitir todo mundo! Nesta quinta-feira (31), porém, ele confessou que utilizou a pista irregular, não homologada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), “três ou quatro vezes”.

A confissão visa estancar a sangria eleitoral e dar uma satisfação para os seus amigos da imprensa – para que enterrem o caso. Se os barões da mídia estivessem interessados em desvendar o escândalo, batalhões de repórteres seriam acionados para promover o chamado “jornalismo investigativo”. Para evitar mais traumas e contando com a cumplicidade da mídia seletiva, Aécio Neves tenta agora por ponto final nesta história sinistra. Resta saber se a Anac vai aceitar a “singela” confissão. Afinal, o uso de pistas irregulares caracteriza crime e pode gerar punições. O Legislativo e Judiciário de Minas Gerais também poderiam prosseguir nas investigações – mas ambos estão dominados pelo tucanato!

Seja qual for o desdobramento do caso – vale lembrar outro escândalo recente, o do “helicóptero do pó”, que já foi arquivado –, a cambaleante candidatura de Aécio Neves foi abatida em pleno voo. Como afirma Fernando Brito, no blog Tijolaço, o episódio revelou a falsa moral do tucano. “Diante da mentira que pregou, durante 11 dias, a todo o país e à imprensa, desqualificou-se moralmente para dizer qualquer coisa. A confissão tardia e cínica não lhe perdoa, exatamente porque é tardia e cínica. Ficou do tamanho que é: herdeiro de oligarquias, que controla e usa o poder que o sobrenome foi lhe trazendo e que trata o exercício do poder com a mesma irresponsabilidade que lhe valeu a fama de playboy mimado”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum