escrevinhador

por Rodrigo Vianna

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
28 de julho de 2014, 13h01

Alckmin, cadẽ o dinheiro da Santa Casa?

A Santa Casa de São Paulo também quer saber onde foram parar R$ 74,7 milhões que o governo federal repassou ao governo do Estado com destino à instituição. O montante é superior a dívida do hospital, que motivou o fechamento do pronto-socorro.

Do Portal Muda Mais

A Santa Casa de São Paulo também quer saber onde foram parar R$ 74,7 milhões que o governo federal repassou ao governo do Estado de São Paulo com destino à instituição. O montante é superior a dívida do hospital, que motivou o fechamento do pronto-socorro para atendimento de emergências e urgências na última terça-feira (22).

Em entrevista à Folha de S.Paulo de hoje, o provedor da Santa Casa, Kalil Rocha Abdalla confirmou que o repasse do Estado não é integral (link is external). “O governo federal manda 10 e o estadual me paga 5. Estou dando um número hipotético, mas um tanto não chega. Tem peneira e eu sei onde, mas não vou falar mais nada. Quero que façam uma auditoria. O problema não é meu, é deles. Estou falando porque tenho certeza”, destacou o jornal.

Além disso, Abdalla disse que tentou contato com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) duas semanas antes de o hospital chegar a crítica situação de não ter como pagar os fornecedores. “Fui ao Palácio dos Bandeirantes, entreguei um papelzinho com a letra do [deputado estadual Antonio Salim] Curiati com a lista de coisas atrasadas e o meu telefone. Ele nunca me ligou.”

A denúncia de desvio de repasse veio à tona na última quinta-feira (24), quando o ministro da Saúde, Arthur Chioro apresentou os dados de repasse do governo federal para o Estado e o montante informado pela secretaria de Saúde que chegou à instituição. No dia seguinte, o candidato ao governo de São Paulo e ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha (PT), reforçou a denúncia.

“Desde a minha gestão, em 2011, pagamos o dobro do valor da tabela SUS [Sistema Único de Saúde] para a Santa Casa. Tem dinheiro que estava parado no governo do estado e que não era repassado, que é um recurso maior que a dívida de R$ 50 milhões (link is external)”, declarou à Rede Brasil Atual. A reportagem ainda lembra que o hospital foi um dos 762 contemplados com reajuste dos valores da tabela SUS.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum