escrevinhador

por Rodrigo Vianna

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
05 de Maio de 2015, 16h28

Aos gritos de “a greve continua”, professores mantêm luta no Paraná

Por Luciano Nascimento, da Agência Brasil

Os professores e trabalhadores na educação do Paraná decidiram hoje (5), por unanimidade, manter a greve iniciada no dia 25 de abril em todo o estado. Pela manhã, a categoria protestou contra a violência policial na manifestação ocorrida na última quarta-feira (29), quando ficaram feridas mais de 200 pessoas, segundo a prefeitura de Curitiba.

Sob os gritos de “a greve continua” a categoria – que representa 70% do funcionalismo público do estado – optou pela continuidade do movimento, especialmente contra o projeto de lei que alterou o regime previdenciário dos servidores públicos estaduais. Cerca de 10 mil educadores de todo o estado, de acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública, participaram da assembleia de hoje, no início da tarde, no Estádio Durival Britto e Silva (Vila Capanema).

Eles também decidiram pedir a anulação da sessão da Assembleia Legislativa que aprovou o projeto de lei que modifica o sistema de Previdência Social dos servidores estaduais. Na próxima semana, os professores prometem nova reunião entre o comando de greve e representantes do governo do estado para tratar da pauta de reivindicações. Depois do encontro, eles fazem outra assembleia para decidir se vão manter a paralisação.

Os professores reivindicam reajuste de 13,1% retroativo à data-base, a realização de concurso público e melhores condições de trabalho.

O Paraná Previdência é formado pelos fundos Militar, Financeiro e Previdenciário. O governo paranaense quer tirar 33 mil aposentados com mais de 73 anos do Fundo Financeiro, sustentado pelo Tesouro estadual e que está deficitário, e transferi-los para o Fundo de Previdência estadual, pago pelos servidores e pelo governo, que está superavitário. Os professores são contra o projeto porque dizem que vai prejudicar a aposentadoria dos servidores para “salvar as contas do governo”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum