escrevinhador

por Rodrigo Vianna

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
04 de agosto de 2011, 11h44

Azenha: Dilma fez “mea culpa” para sindicalistas

Azenha, no VioMundo, entrevistou Artur Henrique, presidente da CUT. Artur confirmou a guinada da presidenta, na tentativa de se reaproximar dos tradicionais aliados: "Dilma compareceu à reunião, fez um mea culpa, vamos dizer assim, dizendo, olha, vocês tem razão em relação à crítica, nós vamos melhorar esse método e não chamar vocês apenas para informar as medidas, mas construir um processo coletivo de discussão das medidas antes delas serem anunciadas".

por Luiz Carlos Azenha, no “VioMundo”

Por enquanto, apenas o áudio da entrevista com o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Artur Henrique.

Começamos tratando do Brasil Maior, o programa de desoneração do setor industrial lançado pela presidenta Dilma Rousseff.

A CUT e as demais centrais sindicais não participaram do lançamento do programa.

Logo mais, uma reportagem completa sobre os temas tratados na entrevista:

Trecho, a partir dos 12″:

“Queria te dar uma informação absolutamente nova, que acabou de acontecer uma nova reunião em Brasília com as centrais sindicais e os ministros, para dar continuidade a esse debate e tivemos a participação da presidente da República, a Dilma compareceu à reunião, fez um mea culpa, vamos dizer assim, dizendo, olha, vocês tem razão em relação à crítica, nós vamos melhorar esse método e não chamar vocês apenas para informar as medidas, mas construir um processo coletivo de discussão das medidas antes delas serem anunciadas.

Já orientei isso aos ministros, então quero aqui dizer que vocês tem toda a razão de [reclamar] não ter sido chamados com antecedência para a negociação, acho que foi um erro nosso que não pode permitir que continue, mas quero dizer a vocês que nem os empresários, eles também reclamam que a gente não conseguiu fazer a conversa com os empresários. Então, eu já orientei os ministros que nós precisamos mudar esse método e construir um diálogo mais permanente, um dialógo mais… que fortaleça essa negociação e esse olhar da participação de trabalhadores, de empresários e do governo nas políticas que nós estamos implementando”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum