escrevinhador

por Rodrigo Vianna

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
27 de setembro de 2011, 14h23

Corrupção em São Paulo: agora vai?

Por Altamiro Borges: O deputado estadual Roque Barbiere (PTB), popular Roquinho, finalmente conseguiu agitar a Assembléia Legislativa de São Paulo – um cemitério de idéias e projetos, dominado pelos tucanos há duas décadas. Em entrevista à “Folha da Região”, de Araçatuba, ele revelou o que muitos já sabiam – mas que a mídia demotucana abafava: a corrupção corre solta nesta “nobre” Casa.

Por Altamiro Borges, no Blog do Miro

O deputado estadual Roque Barbiere (PTB), popular Roquinho, finalmente conseguiu agitar a Assembléia Legislativa de São Paulo – um cemitério de idéias e projetos, dominado pelos tucanos há duas décadas. Em entrevista à “Folha da Região”, de Araçatuba, ele revelou o que muitos já sabiam – mas que a mídia demotucana abafava: a corrupção corre solta nesta “nobre” Casa.

Por motivos ainda desconhecidos, Roquinho garantiu que de “25% a 30%” dos deputados paulistas vendem emendas, trabalham para empreiteiras e fazem lobby com prefeituras. Na entrevista, que virou vídeo e logo bombou na internet, o parlamentar evitou dar nomes. “Não vou ser dedo-duro. Mas existe! Falo para eles, inclusive, para parar. Aviso que se um dia vier a cassação do mandato deles, não vir me pedir o voto que eu vou votar para cassá-los, mas não vou dedurar”.

A repercussão nas redes sociais
A grave denúncia, a exemplo de tantas outras que foram abafadas e sucumbiram nas dezenas de pedidos de criação de Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs), até poderia dar em nada novamente. Mas bastou uma matéria no Estadão na semana passada para o caso ganhar maior dimensão. De imediato, a blogosfera e as redes sociais espalharam a notícia e o vídeo bombástico.

Na sequência, outros jornais não tiveram como esconder a suposta maracutaia. As emissoras de rádio e televisão ainda mantêm total silêncio sobre o caso – logo elas que, nos últimos dias, têm feito alarde com as chamadas “marchas contra a corrupção” do governo Dilma. Desta vez, porém, a internet garantiu maior transparência e exigiu respostas das “autoridades” de São Paulo.

“Sentimento ambíguo” dos deputados
O Ministério Público Estadual finalmente decidiu abrir uma investigação. Já na Assembléia Legislativa, os deputados da oposição exigem a apuração da denúncia. O próprio governador foi obrigado a se manifestar sobre o caso. Num primeiro momento, ele tentou desqualificar as denúncias e o denunciante – que é da base governista. Agora, ele fala em “contribuir com a investigação”.

Segundo Renata Lo Prete, da Folha, o episódio gerou tremedeira na Assembléia Legislativa de SP. “Levado ao Conselho de Ética por delatar a venda de emendas, Roque Barbiere (PTB) desperta sentimento ambíguo nos colegas de Casa. Enquanto uns querem punição ‘exemplar’, há quem tema que o petebista reafirme as acusações, nominando os deputados que adotariam tal prática”.

Lisura dos deputados em xeque
Ontem (26), foi aprovado o envio do caso ao Conselho de Ética da Assembléia Legislativa. A partir de quinta-feira, o órgão terá 60 dias, prorrogáveis por mais 30, para se manifestar. “A denúncia do deputado Barbiere põe em xeque a lisura de todos os parlamentares”, afirma Carlos Gianazzi (PSOL), autor do pedido de investigação.

Será que finalmente a corrupção no reinado tucano de São Paulo será apurada?


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum